Ouriço deixa moradores do jardim Alvorada em alerta
Arquivo da Família

Animal silvestre

Ouriço deixa moradores do jardim Alvorada em alerta

Por Carina Bernardino em 27/10/2019 - 18:00

Animal silvestre soltou espinhos em duas cachorras e ficou horas na árvore de uma casa. Uma moradora recolheu o bicho porque não conseguiu ajuda dos órgãos ambientais

Player Ouça

A Lindinha e a Amora voltaram do hospital veterinário neste fim de semana, sem os espinhos de um ouriço que foram soltados na noite de quinta (24) para sexta-feira (25). O tratamento ficou em mais de R$ 1.500. Apesar do gasto inesperado, foi um alívio para a dona das cachorras, a estudante Alessandra Barbosa da Silva, que mora no jardim Alvorada 3. Ela conta como tudo aconteceu.

Após soltar os espinhos nas cachorras, o ouriço sumiu e retornou no sábado (26). O animal subiu na árvore de um vizinho da Alessandra e ficou horas por lá. A estudante tentou acionar os órgãos ambientais do município, mas sem sucesso. Uns não atendem este tipo de ocorrência e outros, não funcionam no fim de semana. A saída foi a captura por parte dos próprios moradores. O ouriço foi capturado no início da noite de sábado e será solto no Horto Florestal, por orientação da Polícia Militar Ambiental. O medo da Alessandra é que o animal fosse morto.

O tenente Ulisses de Deus, da Polícia Militar Ambiental de Maringá, ressalta em quais casos o órgão pode capturar os animais. Segundo ele, o procedimento adotado pela Alessandra foi o correto.

A degradação ambiental e extinção de áreas verdes vem contribuindo para o aparecimento de animais silvestres no meio urbano. Em Maringá, o recolhimento dos bichos deve ser solicitado ao IAP pelo telefone: 3226 3665 e o Ibama pelo telefone: 0800 61 8080. 

Notícias da mesma editoria