Os voos do Paraná
Acompanhe O Assunto é política com Diniz Neto, de segunda a sexta, às 09h40 e às 14h20

O Assunto é Política

Os voos do Paraná

Por Diniz Neto em 29/08/2019 - 10:11
Player Ouça o boletim

29 de agosto, quinta-feira. 
Dia Nacional de Combate ao Fumo
O Dia Nacional de Combate ao Fumo foi criado através da Lei Federal nº 7.488, de 11 de junho de 1986, tendo como proposta alertar a população sobre os malefícios advindos do uso do fumo, em todas as suas formas.
Segundo o Instituto Nacional do Câncer (INCA), não é apenas o fumante que corre risco de adoecer devido ao cigarro, mas também o fumante passivo, ou seja, a pessoa que absorve a fumaça do cigarro por estar próximo de indivíduos que fumam.
Dados da Organização Mundial da Saúde (OMS) alertam que o tabagismo é a principal causa de morte evitável no mundo. No Brasil, a estimativa é que aproximadamente 200 mil pessoas morram todos os anos em decorrência do fumo. No mundo, são 5 milhões de pessoas que vem a óbito por causa do cigarro.
Quero lembrar hoje o professor João Batista Duarte Costa, que faz parte da coordenação das políticas públicas do Ministério da Saúde, desde os anos 1970, de combate ao fumo. Ele escreveu o livro “O Fumo no Banco dos Réus” e já fez milhares de palestras e eventos contra o cigarro, em todos os estados brasileiros.
No começo dos anos 1980, cerca de 60% da população era de fumantes. Atualmente o número de fumantes no Brasil fica abaixo de 11% da população. Resultado que mostra o acerto das políticas de combate ao fumo, no país, atividade que foi durante esses anos, em grande parte, coordenada por João Batista Duarte Costa.
Estes dados e outras informações estão no seu livro de memórias, publicado recentemente, “A semeadura e a colheita da vida - 60 anos dedicados à saúde do povo”.


Assuntos na coluna de hoje: 
- VOLTA DA LATAM
- OBRAS NO AEROPORTO DE MARINGÁ
- TESTE DE PATERNIDADE
- IMPACTO
- PRESIDENTE ESTADUAL DO PRB 
- PLANO DIRETOR
- CONCESSÃO DE PARQUES ESTADUAIS

VOLTA DA LATAM
Acontecerá nesta sexta-feira um evento em Curitiba, para assinatura de um acordo do governo do Estado para ampliação das operações da empresa aérea Latam no estado do Paraná. Maringá é uma das cidades beneficiadas.
Há bastante tempo Maringá negociava com a Latam o retorno das suas operações ao aeroporto Silvio Name Junior. A condição, imposta desde o ano passado, era a redução do ICMS do querosene da aviação.
O governo elaborou um programa chamado Voe Paraná, reduziu o ICMS do combustível para a aviação e fechou acordos com as empresas aéreas para atendimento a mais cidades e a ampliação do número de voos.
12 cidades passarão a ser atendidas pela Gol, em parceria com uma empresa de taxi aéreo, a partir de setembro: Paranaguá, Arapongas, Apucarana, Guarapuava, Campo Mourão, Francisco Beltrão, Paranavaí, Cianorte, Telêmaco Borba, Cornélio Procópio, União da Vitória e Guaíra, todos com população variando entre 32 mil e 155 mil habitantes.
Na sexta-feira, 30 de agosto, às 11 horas, no Palácio Iguaçu, será assinado um documento com a Latam, que assumirá o compromisso de ampliar suas rotas no estado, incluindo Maringá.
No evento serão anunciados detalhes dessa volta da Latam a Maringá, o número de voos e destinos que serão operados pela Latam a partir do aeroporto local.

OBRAS NO AEROPORTO DE MARINGÁ
Em setembro ou outubro devem começas as obras no aeroporto de Maringá. São importantes e esperadas há um bom tempo.
Seu apoio à atividade econômica é parte do projeto, inclusive com a interligação com os modais ferroviário e rodoviário.
Além de cargas, o aeroporto estará, no futuro, integrado a um sistema ampliado de transportes coletivos de passageiros, inclusive com VLT.

TESTE DE PATERNIDADE
Sempre que há uma conquista importante, muita gente pleiteia a paternidade da realização. Não é diferente com o retorno da Latam.
O que é possível falar sobre isto: A ampliação das operações das empresas aéreas no Paraná aconteceu por ação de várias lideranças. O papel do governador Ratinho Junior foi central, porque sem a redução do ICMS para o combustível não aconteceria nada.
Mas os prefeitos de Maringá, incluindo o atual, Ulisses Maia, se empenharam em buscar mais voos para a cidade e a região. Aqui mesmo na CBN noticiamos algumas reuniões realizadas na Latam.
Na Assembleia Legislativa aconteceu uma mobilização, desde de fevereiro. A equipe do deputado estadual Homero Marchese fez um estudo bastante aprofundado, que foi entregue ao governo do Estado e serviu como apoio a medidas que foram tomadas, dentre elas a redução do ICMS.
A sociedade organizada, liderada pelo Codem, trabalhou, apoiou e apoia todas as iniciativas que visam ampliar a estrutura e a infraestrutura de serviços que ajudam a ampliar a atividade econômica da cidade e da região.
Fato: muitos se empenharam para a volta da Latam e é importante que este retorno represente benefícios reais para os passageiros, a cidade e a região.

IMPACTO
A redução do ICMS do combustível da aviação representa a redução de arrecadação para o estado. Ou seja, as empresas beneficiadas, atendidas pela medida, precisam de fato retornar ao estado e à população em serviços e atendimento.
Neste caso, vale lembrar uma outra situação: a diferença do preço das tarifas praticadas em Maringá e Londrina, por exemplo. Em Londrina é comum se encontrar preços mais baixos. Essa diferença precisa ser reduzida. Um assunto para ser debatido com as empresas aéreas. O interesse é de passageiros de Maringá e de toda a região.

PRESIDENTE ESTADUAL DO PRB PASSOU POR MARINGÁ
O presidente do PRB de Maringá, Walter Guerlles, acompanhado de filiados e pré-candidatos a vereador, teve um breve encontro com o presidente estadual do partido, Valdemar Bernardo Jorge, que passou por Maringá.
O partido se organiza para participar com relevância da eleição municipal do ano que vem.
Valdemar Bernardo Jorge é o secretário de Planejamento do Paraná. Ele é advogado, mestre em Direito Econômico e Social pela PUC-PR, tem pós-graduação em Direito Empresarial e Direito Tributário pela mesma instituição. Além da formação em Direito, o republicano tem curso superior em Informática pela Universidade Federal do Paraná. Foi professor na Escola Superior da Magistratura Federal do Paraná, na Faculdade da Indústria IEL e na Uni-Curitiba.

PLANO DIRETOR
Ontem recebi informação do advogado e empresário Valdir Pignata, sobre a audiência pública para debate das alterações do plano diretor de Maringá, no Jardim Alvorada.
Terminei, em razão do tempo, não falando sobre a audiência, que aconteceu na Casa da Cultura Alcídio Regini.  
Neste dia 29 a audiência será realizada na Escola Municipal Pioneira Jesuína de Jesus Freitas, Rua Flausina Francisca de Souza, 290 – Vila Santa Izabel, às 19 horas.
Nesta sexta-feira, a audiência será realizada na Escola Municipal Padre Pedro Ryo Tanaka, Av. Cerro Azul, 2108 – Jd. Novo Horizonte, às 19 horas.

CONCESSÃO DE PARQUES ESTADUAIS
Com uma emenda do deputado Goura (PDT), apoiada por diversos parlamentares, a Assembleia Legislativa (Alep), aprovou, nesta quarta-feira (28), o projeto de lei que autoriza o Governo do Estado a conceder a exploração de uso, total ou parcial, de áreas destinadas ao uso público nos parques estaduais e nas unidades de conservação do Paraná. Agora a proposta segue para sanção, ou veto, do governador Ratinho Junior (PSD).
"O projeto ficou melhor com as alterações. Nós temos que entender que o desenvolvimento do turismo está subordinado à preservação do meio ambiente. São 97 Unidades de conservação e só 24 tem plano de manejo. Então, as propostas debatidas com diversas entidades visam garantir a transparência e a preservação ambiental”, disse Goura.

Notícias da mesma editoria