Obras com placas fotovoltaicas são cada vez mais comuns
Imagem Ilustrativa/Foto: Imagem de andreas160578/Pixabay

Você faz a pauta

Obras com placas fotovoltaicas são cada vez mais comuns

Meio Ambiente por Luciana Peña em 29/06/2020 - 10:13

É o que diz engenheiro responsável pela usina fotovoltaica da escola municipal Renato Bernardi, segundo ele a primeira obra pública de Maringá com placas de captação de energia.

O nosso ouvinte José de Miranda, engenheiro civil, após ouvir a reportagem sobre a minigeradora de energia elétrica instalada na Universidade Estadual de Maringá, entrou em contato para dizer que cada vez mais os projetos de novas construções estão se preocupando com a sustentabilidade.

As construções ganham placas fotovoltaicas que captam a energia solar e a transformam em energia elétrica. Essa energia pode ser consumida pelo próprio imóvel ou ser entregue para a rede da Copel e gerar créditos para o proprietário.[ouça no áudio acima]

José de Miranda diz que a construtora dele foi a responsável pela primeira obra pública de Maringá com placas para a produção de energia elétrica. A escola municipal Renato Bernardi, concluída há um ano.[ouça no áudio acima]

Ele explica que existe diferença entre as placas fotovoltaicas e as placas utilizadas apenas para aquecer a água. E diz que até prédios antigos podem ter placas fotovoltaicas.[ouça no áudio acima]

Como engenheiro, o nosso ouvinte já vislumbra o futuro não muito distante, em que os imóveis também terão na planta a obrigatoriedade de captação de água da chuva.