Município volta atrás e não vai ceder escola para ser utilizada como prisão feminina
Prefeito Ulisses Maia (PDT) diz que decisão foi tomada porque quem vive próximo à escola não quer uma casa de custódia no local. (Divulgação/CMM)

Maringá

Município volta atrás e não vai ceder escola para ser utilizada como prisão feminina

Segurança por Victor Simião em 28/11/2017 - 18:02

Prefeito diz que pretende procurar outro lugar. Conseg lamenta. Depen relatou não ter sido informado.