Motorista chama a polícia e bombas de posto de combustíveis são lacradas
O empresário de Maringá foi multado pelo Ipem - Foto: Ilustração

Maringá

Motorista chama a polícia e bombas de posto de combustíveis são lacradas

Economia por Portal GMC Online em 04/02/2020 - 15:35

O Instituto de Pesos e Medidas do Estado do Paraná (Ipem) lacrou e interditou duas bombas de um posto de combustíveis de Maringá depois que um cliente se sentiu lesado e chamou a polícia.

O consumidor percebeu que a entrega de diesel foi menor do que o valor que ele pagou e, por isso, ele chamou o Gaeco e a Polícia Militar, que foram para o local.

O posto, da bandeira Juninho, fica na Avenida Guaiapó, em Maringá. De acordo com o Ipem, em uma das bombas, a cada 20 litros de diesel o equipamento entregava 100ml a menos. Na outra, a cada 20 litros de diesel a bomba entregava 120ml a menos.

“É o dobro da quantidade tolerada para um caso de erro técnico. A gente tolera até no máximo 60ml. Passando disso é muito grave e aplicamos multa pesada e lacramos a bomba”, disse Olavo Guerra Batista, gerente substituto do Ipem Maringá.

O empresário foi multado pelo Ipem. O valor da multa ainda será calculado pelo departamento jurídico do órgão, mas segundo o gerente substituto pode chegar a R$ 1,5 milhão. O dono do posto tem o prazo de dez dias para recorrer. A Polícia Militar e o Gaeco registraram um boletim de ocorrência no local.

 

Empresa diz que foi falha mecânica

O advogado Pablo Fanhani, que representa o empresário multado, disse que o que aconteceu no local foi um erro mecânico.

“Quando o cliente percebeu que a bomba estava com problema e avisou a equipe, os funcionários do posto imediatamente suspenderam o abastecimento. O cliente chamou a polícia. Foi constatado pelo Ipem o problema mecânico e a empresa vai fazer os reajustes e aferições junto com o Ipem. Não houve qualquer intenção de lesar o consumidor. Foi uma falha mecânica”, disse o advogado.

 

Bombas ficarão lacradas

Para liberar a venda novamente de combustíveis nas duas bombas lacradas o dono do posto precisa contratar uma das oficinas credenciadas pelo Ipem e fazer o conserto. Logo após a manutenção, o órgão volta ao local algumas vezes e faz novamente a conferência de entrega de combustíveis.

 

Denuncie

O consumidor que se sentir lesado no ato do abastecimento pode chamar o Ipem pra fazer a conferência. O telefone é o (44) 3266-2443.

 

Por: Fábio Guillen/GMC Online