MDB marca convenção estadual para o dia 15 de dezembro
Acompanhe O Assunto é política com Diniz Neto, de segunda a sexta, às 09h40 e às 14h20

O Assunto é Política

MDB marca convenção estadual para o dia 15 de dezembro

Por Diniz Neto em 05/12/2018 - 10:07
Player Ouça o boletim

MUDANÇAS NOS PARTIDOS

No primeiro semestre do ano que vem teremos muita movimentação nos partidos políticos. Acredito que serão mais intensas a partir de março, mas poderemos ter episódios antes disto.

Digo março porque teremos posses antes. Presidente e governadores, em 1º de janeiro. Deputados estaduais, federais e senadores no dia 1º de fevereiro.

Mas algumas já estão em andamento. O presidente estadual do MDB, senador Roberto Requião, publicou ontem edital convocando os delegados do partido para uma convenção estadual que será realizada no dia 15 de dezembro, das 9 às 13 horas, na sede do diretório regional do MDB, na avenida Vicente Machado, 988 - Batel - Curitiba.

A pauta da convocação:

- Eleição do Diretório Estadual do MDB, com 71 membros titulares e 23 suplentes.

- Eleição de 12 delegados titulares e 12 delegados suplentes à Convenção Nacional.

- Eleição de 7 membros titulares e 7 suplentes do Conselho de Ética do partido.

- Depois da eleição do diretório, em até cinco dias, será eleita a nova Comissão Executiva do MDB.

O deputado federal João Arruda é candidato a presidente do MDB do Paraná.

O que se sabe: o partido se desalinhou e fragmentou no Paraná. Uma reunificação com vistas a 2020 parece ser a primeira tarefa do Diretório Estadual.

Esta eleição no MDB promete movimentar o partido, em todas as regiões do Paraná.

Terá reflexos importantes em todas as regiões do Paraná. Vamos acompanhar a movimentação.

 

VEREADORES MANTÉM DIREÇÃO DA CÂMARA, EM MARINGÁ

Aconteceu ontem a eleição para a Mesa Diretora da Câmara Municipal de Maringá. Os vereadores reelegeram o presidente Mario Hossokawa (PP), com onze votos, e mantiveram os vereadores Mário Verri (PT), como 1º vice-presidente; William Gentil (PTB), 2º vice-presidente; Sidnei Telles, (PSD), 1º secretário e Odair Fogueteiro, (PHS), como 2º secretário.

A única mudança na mesa foi no cargo de 3º secretário, que será de Alex Chaves, (PHS), substituindo o vereador Belino Bravin.

Votaram para reeleger o presidente os vereadores Belino Bravin (PP), Mario Verri (PT), Carlos Mariucci (PT), Odair Fogueteiro (PHS), Altamir (PSD), Alex Chaves (PHS), Sidnei Telles (PSD), Jean Marques (PV), Willian Gentil (PTB) e Onivaldo Barris (PHS).

Flavio Mantovani recebeu os votos de Chico Caiana (PTB), Homero Marchese (PROS) e Do Carmo (PSL).

Esta legislatura teve uma forte renovação. Dos 15 vereadores, foram reeleitos apenas Chico Caiana (PTB), Mario Verri (PT) e Belino Bravin (PP).

A palavra “renovação” foi a mais ouvida desde a eleição, em 2016, até a posse dos vereadores e também nos primeiros meses de 2017.

Na eleição, Mario Hossokawa, o vereador mais velho desta legislatura, concorreu contra o novato Alex Chaves, se elegendo graças ao voto do vereador William Gentil, com oito votos.

Quase dois anos depois, os vereadores reelegeram o presidente, desta vez com 11 votos. Alex Chaves, que concorreu à presidência, no dia 1º de janeiro de 2017, nesta eleição votou em Hosskawa.

Acredito que muitos eleitores sabem em quem votaram em 2016. Cada um deles tinha uma expectativa. Eles continuam acompanhando e avaliando os acontecimentos, as decisões, os votos, as ações. Estarão de acordo com a motivação para o voto dado em 2016?

 

VEREADORES MAIS UNIDOS

A eleição da mesa mostra que os vereadores de Maringá estão mais unidos. Há um bloco hoje que tem 11 vereadores, número suficiente para votações polêmicas e mudanças no Legislativo.

Nos últimos anos, desde 2013, não houve na Câmara, em praticamente nenhum momento, um bloco tão numero e unido.

 

NOVOS VEREADORES

Devem assumir vagas na Câmara, a partir de fevereiro, os suplentes de Homero Marchese (PROS) e Do Carmo (PSL), que assumirão suas cadeiras na Assembleia Legislativa, como deputados estaduais.

São eles o professor Niero Astrath (PV) e o Dr. Jamal Fares (PSL).

 

OPINIÃO

Nas redes sociais as manifestações dos vereadores sobre a eleição foram bem objetivas e resumidas, à exceção do vereador Homero Marchese, que fez um texto sobre o que espera da Câmara Municipal de Maringá para 2019 e 2020.

 

CPIs

Ontem falamos sobre a CPI do Transporte Coletivo. Vamos aguardar a íntegra das propostas do relatório. Qual será o direcionamento dado pela Câmara em relação à empresa concessionária e o sistema de transporte coletivo.

O ouvinte Junior Batalini encaminhou ontem, por WhatsApp, uma pergunta: “E a CPI do Parque Industrial e do Terminal Intermodal da gestão passada?”

O que acompanhamos, em resumo: Foram CPIs anunciadas com ênfase e muitas denúncias que não se confirmaram depois, nas CPIs. De qualquer forma, os relatórios foram encaminhados ao Ministério Público. Tive informações de que há investigações em andamento.