Maringaense lidera fim das aposentadorias a ex-governadores
Acompanhe O Assunto é política com Diniz Neto, de segunda a sexta, às 09h40 e às 14h20

O Assunto é Política

Maringaense lidera fim das aposentadorias a ex-governadores

Por Diniz Neto em 03/04/2019 - 10:00
Player Ouça o boletim

FIM DAS APOSENTADORIAS PARA EX-GOVERNADORES

O deputado estadual Homero Marchese, autor de emenda na mudança da Constituição Estadual que acaba com as aposentadorias para ex-governadores, usou ontem da tribuna. Ele conseguiu 32 assinaturas na sua emenda à proposta de emenda à Constituição do Paraná. A emenda que apresentou acaba com as aposentadorias e todas as pensões originadas por este benefício constitucional, na Constituição previsto como uma verba de representação.

Há muitos que defendem que aqueles que recebem o benefício há muitos anos têm direito adquirido. Segundo Homero, no seu pronunciamento, no Mato Grosso foi proposta uma PEC igual a esta e que foi validada pelo Supremo.

Homero denunciou o que considera uma manobra de um grupo de deputados para impedir a votação da PEC. Fizeram apartes, apoiando Homero, os deputados estaduais Do Carmo e Soldado Adriano.

Os maringaenses têm se destacado neste início de mandato, com atuação efetiva nas comissões e no plenário. 

DIRETÓRIO DISSOLVIDO QUER DISSOLUÇÃO DO DIRETÓRIO DO MDB NO PARANÁ

O primeiro do diretório do MDB de Maringá que foi dissolvido pelo diretório paranaense do partido será uma representação contra o diretório regional apresentada ao diretório nacional.

Há um detalhe relevante. O diretório regional do Paraná pediu autorização ao diretório nacional para dissolver o diretório de Maringá. Resta agora aguardar o resultado desta primeira ação dos dirigentes afastados do MDB, em Maringá. 

NOVA EXECUTIVA

Enquanto se aguarda as ações e resultados da reação dos dirigentes do diretório municipal dissolvido, cresce a expectativa sobre quem assumirá o comando da Executiva provisória.

Ao mesmo tempo, crescer as informações e informações sobre possíveis lideranças que poderia assumir o comando do MDB maringaense.

A coordenação regional do partido tem mantido diálogos e deverá atuar em sintonia com o diretório do Paraná, nesta importante decisão.

O que é possível afirmar é que os diálogos são múltiplos e as alternativas inicialmente cogitadas podem não se confirmar. No entanto, neste momento, é impossível fazer uma previsão sobre o destino do MDB em Maringá. 

CONCILIAÇÃO

Por incrível que pareça, dentre as alternativas que o MDB tem uma é conciliadora e poderia unir diferentes alas do partido. Mesmo assim, como já falamos, é preciso repetir. Neste momento é indefinido do destino do MDB de Maringá.

 PROJETO DE REFORMA ADMINISTRATIVA ENFRENTA PROBLEMAS NA CCJ

Já o projeto de lei do governo do Paraná, que propõe uma reforma administrativa, enfrenta dificuldades na sua tramitação. A economia de R$ 10 milhões, apresentada como mote importante da proposta, não se confirmou nos cálculos dos deputados.

Há dúvidas quanto a constitucionalidade do projeto.

Os membros da Comissão de Constituição e Justiça da Assembleia Legislativa do Paraná fizeram um pedido coletivo de vistas, nesta terça-feira.

Com o pedido de vista, o projeto deve voltar a pauta na próxima reunião da CCJ. Se passar, a proposta ainda será encaminhada pelas comissões temáticas para então seguir ao Plenário. Sendo aprovada em dois turnos, será encaminhada para sanção do governador Ratinho Junior.

 FEBRE AMARELA, DENGUE E MENINGITE

O chefe da 15ª Regional de Saúde, Ederlei Alkamin, coordena hoje importante reunião com médicos e profissionais da saúde, para debater Febre Amarela, Dengue e Meningite. O assunto é de saúde pública e interessa a todos os setores demais setores privados da saúde, uma vez que são doenças de risco elevado.

A 15ª Regional de Saúde já recebeu 75 mil doses da vacina para prevenir a gripe influenza. Isto corresponde a 25% das necessidades da região.

A vacinação vai começar, de 10 a 19 de abril, para os grupos prioritários de crianças e gestantes e puérperas para a vacinação contra influenza. Ao mesmo tempo também ocorrerá a atualização da Caderneta de Vacinação com a oferta das demais vacinas do Calendário Nacional de Vacinação. 

A vacinação para todos os grupos de risco, incluindo as pessoas com mais de 60 anos, será iniciada no dia 22.

Notícias da mesma editoria