“Maringaense” é finalista do Prêmio Jabuti
Thaiane Mello/CBN Maringá

Reconhecimento nacional

“Maringaense” é finalista do Prêmio Jabuti

Por Victor Simião em 03/10/2019 - 16:27

Marco Aurélio Cremasco, nascido em Guaraci (a 70 quilômetros de Maringá), é o autor de “Onde se amarra a terra vermelha”. Esse livro foi um dos selecionados e concorre. O volume de crônicas, publicado pela Nave Editora em 2018, disputa na categoria crônicas com outras nove obras. A lista dos finalistas do Jabuti foi divulgada pela Câmara Brasileira do Livro, organizadora da premiação, nesta quinta-feira (03). “Onde se amarra a terra vermelha” reúne crônicas que foram escritas publicadas em um jornal de Maringá. Cremasco é autor de outros livros, como o romance “Santo Reis da Luz Divina”, que recebeu o prêmio Sesc de Literatura em 2003.

 

Player Ouça a reportagem

O Prêmio Jabuti está na edição de número 61º e é considerado o mais importante da literatura brasileira. Com 19 categorias, reconhece os livros e autores em áreas como romance, poesia, contos. Neste ano, o Jabuti recebeu mais de duas mil inscrições. No dia 31 de outubro é divulgada uma nova lista, aí com cinco finalistas de cada categoria. No dia 28 de novembro, em cerimônia no Auditório do Ibirapuera, são conhecido os vencedores.

Cremasco, de 57 anos, é engenheiro químico, formado pela Universidade Estadual de Maringá. Atualmente é docente na Unicamp (Universidade Estadual de Campinas). Ele, que viveu parte da juventude em Maringá, disse que o fato de ser finalista é um reconhecimento para o povo do norte do Paraná, porque a obra aborda Santa Fé e Guaraci a partir da memória.

Notícias da mesma editoria