Laurentino Gomes lança primeiro volume de nova trilogia em Maringá
Foto: pgl.gal/Reprodução

“Escravidão”

Laurentino Gomes lança primeiro volume de nova trilogia em Maringá

Por Victor Simião em 23/08/2019 - 17:37

“Escravidão – Volume 1: do primeiro leilão de cativos em Portugal até a morte de Zumbi dos Palmares”é a nova obra do autor. Ele, que é maringaense, já vendeu mais de 2 milhões de exemplares com os livros anteriores. O lançamento ocorre no dia 18 de setembro, na Livrarias Curitiba. Senhas serão distribuídas a partir deste sábado (24).

(Atualização às 18h de 02 de setembro): Diferentemente do que informa a reportagem, o lançamento em Maringá é no dia 18 de setembro, não no dia 23. Nessa data, o lançamento será em Joinville.

 

Player Ouça a reportagem

O escritor Laurentino Gomes, autor dos best-sellers “1808”, “1822” e “1889”, vem a Maringá lançar o mais novo livro dele. É o “Escravidão – Volume 1: do primeiro leilão de cativos em Portugal até a morte de Zumbi dos Palmares”, que acabou de sair pela Globo Livros. O lançamento ocorre no dia 18 de setembro, a partir das 19h, na Livrarias Curitiba do Shopping Maringá Park. A entrada é gratuita, mas quem quiser autógrafo precisa pegar uma senha que começa a ser distribuída nesse sábado (24) no local. Ao todo, são 300 números.

Gomes, de 63 anos, nasceu em Maringá, mas fez a carreira dele fora. Formado em jornalismo pela Universidade Federal do Paraná, atuou em veículos como Veja e O Estado de S. Paulo. Em 2007, lançou o primeiro livro de uma trilogia premiada e bem vendida: o “1808”.

Ele ganhou diversos prêmios, entre eles seis vezes o Jabuti. O autor já vendeu mais de 2 milhões de exemplares.

“Escravidão” é a nova trilogia do autor, cujo terceiro volume deve sair em 2022. Nela, o jornalista apresenta a história da escravidão no Brasil: desde o início até os reflexos no país atualmente.

Para compor a obra, foram seis anos de pesquisa. Laurentino Gomes viajou por 12 países e três continentes. Em mais de 500 páginas, o primeiro volume da trilogia cobre um período de 250 anos sobre a história da escravidão no Brasil.

Na página oficial do autor, no Facebook, vídeos sobre a pesquisa têm sido publicados constantemente. Em um deles, gravado em Olinda, Pernambuco, Gomes falou sobre a relação entre a expansão portuguesa e a cristianização da então colônia.

Em 2013, Laurentino Gomes recebeu o título de cidadão benemérito, concedido pela Câmara de Vereadores de Maringá.

Notícias da mesma editoria