Ideias, leis e políticas públicas
Acompanhe O Assunto é política com Diniz Neto, de segunda a sexta, às 09h40 e às 14h20

O Assunto é Política

Ideias, leis e políticas públicas

Por Diniz Neto em 03/09/2019 - 10:09
Player Ouça o boletim

2 de setembro, terça-feira.
Faltam 119 dias para o fim do ano. Ou seja, manos de quatro meses.

Dia do biólogo.
O biólogo é um profissional que atua nos diversos campos da biologia, ou seja, em todas as áreas que envolvem o estudo da vida. A profissão tornou-se legal após a lei nº 6.684, de 03 de setembro de 1979. Essa lei também criou o Conselho Federal de Biologia e os Conselhos Regionais. O Dia do Biólogo foi instituído exatamente na mesma data de criação dessa lei.
A área de atuação do biólogo é bastante ampla e divide-se em três campos principais: meio ambiente e biodiversidade, saúde, biotecnologia e produção.

 

Na coluna de hoje: 
- UM PROJETO POLÊMICO
- NOVAS POLÍTICAS PÚBLICAS
- SAÚDE
- BANCO CENTRAL QUE INOVAÇÕES
- ADVOGADO E ENGENHEIRO COM VEREADOR 

- A CULPA É DA IMPRENSA

UM PROJETO POLÊMICO
Na sessão de hoje está na ordem do dia o projeto de lei 14973/2018, do vereador Mário Verri. De acordo com o texto que está na pauta da sessão, o projeto “dispõe sobre as regras para o funcionamento de empresas de condicionamento físico, bem como das atividades físicas exploradas por profissionais autônomos, em logradouros públicos no âmbito do município de Maringá”.
Ontem no fim da tarde, tão logo foi divulgada a pauta da sessão dessa terça-feira, a internet se encheu de postagens sobre o projeto. De forma geral, negativas.
À noite, recebi uma informação da assessoria do vereador Verri: “Que fique claro: nenhum cidadão será prejudicado com a lei. Pelo contrário, terão a segurança de saber que está sendo assistidos por um profissional qualificado e que está em conformidade com a profissão.”
Poucas coisas funcionam tão bem em Maringá quando a livre movimentação das pessoas para a realização das atividades físicas, de forma individual ou coletiva.
Há muito profissionais que se integram a estes grupos e prestam serviços voluntários.
Recebi também, de muitas pessoas, informações sobre profissionais voluntários que ajudam idosos, amputados e deficientes.
Em primeiro lugar, não quero julgar as intenções da lei. Podem ser boas ou até podem ser uma tentativa de reserva de mercado. Não é possível saber.
O que é fácil adivinhar é que a lei é de difícil fiscalização e aplicação. Algo como proibir o transporte por aplicativos. Até podem tentar, mas o movimento, a ação e o número das pessoas envolvidas é muito grande. Quem impedirá a reunião das pessoas para a livre prática dos seus exercícios?

(atualização às 11h20): O projeto do vereador Mário Verri foi retirado de pauta por quatro sessões.

NOVAS POLÍTICAS PÚBLICAS 
Maringá é a cidade das ATIs, que começaram como academias da terceira idade e se transformara em academias de todas as idades.
O poder público precisa ampliar, incentivar a prática de exercícios públicos. Neste aspecto vejo uma grande oportunidade para novas políticas públicas.
O município poderia ter monitores qualificados a disposição da população nas academias ao ar livre e nas praças. Eles poderiam oferecer seus conhecimentos, livremente.
Neste caso não há saída: a liberdade tem que vir em primeiro lugar. Não vejo vantagens em interferir no que está dando certo. Ao contrário, vejo oportunidade de investimentos e inovações em políticas públicas para ampliar a motivação dos maringaenses de praticar exercícios físicos regularmente.

SAÚDE
De fato, aproveitando a oportunidade, vamos a dica. A prática de exercício físicos regulares é fundamental para a saúde e a qualidade de vida, ao lado do consumo diário regular e contínuo de água – pelo menos oito copos por dia.
Maringá não pode sofrer ameaça nas livres atividades físicas regulares da população, cada vez mais um hábito de milhares e milhares de maringaenses.

BANCO CENTRAL QUE INOVAÇÕES
O TED e o DOC parece que estão com dias contados. O Banco Central está trabalhando em sistemas para adoração de operações e pagamentos instantâneos, on line, o que favorece a economia e a todos, bem como as novidades do mercado financeiros como a moedas digitais. Além disso, interfere no poder dos bancos.
O Banco Central pretende, com o novo sistema, acabar de vez com operações como TED e DOC e implementar uma rede que permitirá o envio de valores em alguns segundos 24h por dia, todos os dias da semana.
Muito bom para todos! Ou, quase todos... Pode ter gente que ganha e lucra com este atraso no país.

ADVOGADO E ENGENHEIRO COM VEREADOR 
Ontem à tarde um engenheiro da Extracon, acompanhado do advogado da empresa, esteve no gabinete do vereador Dr. Jamal.
Foram conversar com o vereador sobre as obras paralisadas no Contorno Sul Prefeito Sincler Sambatti.
O vereador solicitou que eles usem a tribuna livre para esclarecer aos vereadores as razões pelas quais as obras estão paradas e também para responder aos questionamentos dos vereadores.
Lembrando que os vereadores Dr. Jamal e Chico Caiana protocolaram um pedido de CPI para investigação do caso.
Este é mais um caso em que a Prefeitura poderia, em conjunto com a empresa ou mesmo por sua conta, esclarecer o que aconteceu com as obras no contorno sul.

A CULPA É DA IMPRENSA
Escrevi hoje na mina coluna no Jornal do Povo uma nota com o título “Culpa da Imprensa”: Para certa casa de leis, qualquer informação crítica ou negativa contra o poder ou seus nobres integrantes é motivo para esperneio. Por lá, garantem, tudo está certo, o trabalho é de qualidade e o que está ruim e não presta é a imprensa.

Notícias da mesma editoria