Gestão do Hospital da Criança é dúvida
Foto: Victor Simião/ CBN Maringá

Saúde

Gestão do Hospital da Criança é dúvida

Saúde por Victor Simião em 30/05/2019 - 07:29

Obras seguem, mas não se sabe quem será o responsável pelos cuidados do local.

Apesar dos atrasos causados pela demora na chegada de matérias importados e pelas chuvas do fim do ano passado, as obras no Hospital da Criança seguem. No momento, estimativa é que 37% já tenha sido feito - são itens de infraestrutura como barracões e outros pré-moldados O problema agora é: quem vai gerir o local. Mesmo sendo realizado por meio de dinheiro federal, estadual e da Organização Mundial da Família (OMF), a gestão deveria ficar para o município, mas até momento não há decisão relativa a isso.

Nesta quarta-feira (29) uma comissão de vereadores se reuniu com responsáveis da OMF para saber como estão as obras. A presidente da entidade, Deisi Kusztra garante que fica pronta até novembro. Quanto à gestão, ela diz não ser um assunto relativo à organização dela.

O custo total é de mais de R$ 150 milhões. No caso do Governo Estadual, que entraria com aproximadamente R$ 30 milhões, havia a informação de que não haveria mais esse recurso. O Governo já disse que esse recurso está disponível.

O vereador Odair Fogueteiro (PHS), presidente da Comissão que acompanha a obra, está preocupado por não haver gestor para o hospital. Pode até haver um consórcio, diz ele.

A CBN procurou a Prefeitura de Maringá. A assessoria de imprensa informou que a decisão sobre a gestão do hospital deve ser anunciada ao final da obra.

A construção do Hospital da Criança foi anunciada no final de 2017. Atrasos com entregas de matérias aconteceram em 2018. A obra de fato começou neste ano.

A expectativa é que ela ofereça 160 leitos, em 23 mil metros quadrados, para atender 21 especialidades como oncologia, ortopedia e cardiologia.