Evandro Araújo se fortalece como liderança regional
Acompanhe O Assunto é política com Diniz Neto, de segunda a sexta, às 09h40 e às 14h20

O Assunto é Política

Evandro Araújo se fortalece como liderança regional

Por Diniz Neto em 04/01/2019 - 09:57
Player Ouça o boletim

E chegamos à primeira sexta feita de 2019. A semana evaporou. Foi essa a sensação de vocês também?

EVANDRO ARAÚJO SE FORTALECE COMO LIDERANÇA DA REGIÃO

O deputado estadual Evandro Araújo, do PSC, se reelegeu com 64.767 votos. Como deputado, no atual mandato, teve atuação firme contra o pedágio, trabalhando para a redução de tarifas e pelo fim dos contratos com as empresas concessionárias, sem renovação.

Ele é professor universitário, mestre em Administração pela UEM. Líder da Renovação Carismática, em Maringá teve o apoio do vereador Sidnei Telles.

Evandro Araújo nasceu em Altonia, em 18 de dezembro de 1973. Foi eleito vereador de Marialva em 2004 e cumpriu o mandato de 2005 a 2008. Em 2008 foi eleito vice-prefeito de Marialva. Em 2014 foi candidato a deputado estadual. Ficou na suplência, assumiu com a licença de Ratinho Junior para ser secretário de governo. Se efetivou com a eleição de Leonaldo Paranhos prefeito de Cascavel.

Na reeleição, obteve uma grande votação, a maior da região, quase 68 mil votos.

No seu segundo mandato, Evandro Araújo deverá crescer em atuação e liderança na Assembleia Legislativa e na região. Ele deverá presidir uma das comissões temáticas do Legislativo Paranaense.

EQUIPE DE GOVERNO

Ontem falei dos maringaenses na equipe de governo do Paraná. Sem primeiro escalão. Esqueci de mencionar o engenheiro agrônomo Alvaro José Cabrini Junior. Ele foi presidente do Crea-PR, de 2006 a 2011.

Integrou o governo do Paraná, indicado por Ratinho Junior, então deputado. Esteve na equipe do atual governador, quando secretário de Desenvolvimento Urbano. É ligado ao governador e ao secretário de Desenvolvimento Urbano e Obras Públicas, João Carlos Ortega.

Cabrini chegou a estar em listas de possíveis secretários de Estado. Ele será o superintendente executivo do ParanáCidade.

PARTIDOS

Ontem uma das principais lideranças de um dos partidos aliados foi nomeado para uma diretoria. Era um dos principais polos de descontentamento. A expectativa era por uma secretaria ou a presidência de uma importante estatal.

Sem dúvida não será fácil contentar a todos os aliados. O cobertor é muito curto, apesar dos milhares de cargos que, aliás, devem ser reduzidos.

NOVIDADES NO GOVERNO BOLSONARO

A ministra de Mulher, Família e Direitos Humanos, Damares Alves, que vem sofrendo forte ataque de petistas e movimentos de minorias, terá sete secretarias de governo no seu Ministério.

A novidade será o comando destas secretarias: uma surda e um índia vão comandar duas delas.

Priscila Oliveira é surda e ligada à primeira-dama, Michelle Bolsonaro. Ela comandará a Secretaria Nacional das Pessoas com Deficiência.

Priscila é graduada em letras e libras pela UFSC e é professora da PUC (Pontifícia Universidade Católica) de São Paulo.

Sandra Terena, de origem indígena, será secretária de Políticas de Promoção da Igualdade Racial. Em 2009, Sandra ficou conhecida pelo documentário "Quebrando o Silêncio",

sobre a prática do infanticídio nas comunidades indígenas. Naquele ano, ela foi vencedora do prêmio Internacional Jovem da Paz devido ao filme.

Notícias da mesma editoria