Estelionatários de Maringá são presos aplicando golpes em clientes em caixas eletrônicos
Imagem Ilustrativa/Foto: José Cruz/Agência Brasil

Em Astorga

Estelionatários de Maringá são presos aplicando golpes em clientes em caixas eletrônicos

Segurança por Monique Manganaro/GMC Online em 29/06/2020 - 12:27

Dois moradores de Maringá, investigados por estelionato, foram presos durante o fim de semana, em Astorga (a 52 quilômetros de Maringá). Segundo a Polícia Civil, a dupla é suspeita de aplicar golpes em clientes de diferentes agências bancárias enquanto utilizavam caixas eletrônicos. 

A Operação Câmbio Negro investigava a dupla há pelo menos dois meses. Os dois, conforme a polícia, são de São Paulo e da Bahia, mas moravam em Maringá atualmente. 

A investigação apurou que os estelionatários agiam aos fins de semana, já que ainda há movimentação de clientes nas agências, mas não há funcionários dos bancos trabalhando nos locais. 

A dupla se aproveitava, principalmente, de idosos e aposentados. Enquanto se passavam por funcionários das agências, ofereciam ajuda para fazer transações bancárias. No entanto, eles acabavam fazendo transferências de valores para contas de laranjas em São Paulo, segundo a polícia. 

Os clientes, geralmente, estavam sacando a aposentadoria, o salário do mês, ou até o auxílio emergencial, benefício pago pelo Governo Federal. Para aplicar o golpe, os dois escolhiam datas específicas para agir: nos últimos dias de cada mês, ou até nas semanas em que empresas costumam fazer pagamentos de salários dos funcionários. 

A Polícia Civil identificou vítimas da dupla, em Astorga, e fez o registro de boletins de ocorrência. As vítimas, inclusive, reconheceram os estelionatários. Conforme a investigação, há relato de pessoas que caíram no golpe em fevereiro deste ano. 

Com as ocorrências registradas até o momento, a polícia apurou que os dois podem ter se apropriado de mais de R$ 20 mil. 

Segundo a PC, por enquanto, todas as vítimas que procuram a delegacia são de Astorga. No entanto, não se descarta a possibilidade de a dupla ter aplicado o mesmo golpe em Maringá. 

Após a prisão, os dois foram ouvidos na delegacia. Porém, como não houve registro de boletim de ocorrência pelas vítimas que os estelionatários abordaram no sábado, os dois precisaram ser liberados pela polícia. 

A Polícia Civil pede que, caso algum morador de Maringá tenha sido lesado pela dupla, entre em contato com a delegacia de estelionato da cidade. O telefone é o (44) 3309-3200. 

Acesse GMC Online