Doutor em Economia vai comandar a Secretaria de Fazenda do Paraná
Acompanhe O Assunto é política com Diniz Neto, de segunda a sexta, às 09h40 e às 14h20

O Assunto é Política

Doutor em Economia vai comandar a Secretaria de Fazenda do Paraná

Por Diniz Neto em 20/12/2018 - 10:06
Player Ouça o boletim

MENOS SECRETARIAS

Ontem à tarde falamos que o novo governo deverá ter menos secretarias. A definição do número ainda não é definitiva, mas poderá haver uma redução de 28 para 15.

O estudo técnico da nova estrutura administrativa do estado do Paraná está sendo feito pela Fundação Dom Cabral, envolvendo especialistas em administração e recursos humanos.

Depois do estado técnico, o governador Ratinho Junior deverá definir, com a sua equipe, o projeto que será encaminhado à Assembleia. Também não está definido se será encaminhado em janeiro, com a convocação de sessões extraordinárias, ou em fevereiro, após a posse dos novos deputados estaduais, no dia 1º.

 

FAZENDA

Ontem o governador eleito anunciou o secretário de Fazenda, Será o economista Renê Oliveira Garcia Junior, doutor em Economia pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), do Rio de Janeiro. Atualmente ele é o coordenador de projetos estudos econômicos da FGV.

Graduado em Administração de Empresas pela Escola Brasileia de Administração Pública e em Economia pela Universidade Estadual do Rio de Janeiro, Garcia Junior também é mestre em Economia e tem especialização em Mercado de Capitais e Estratégias Operacionais pelo Instituto Europeu de Administração de Empresas de Fonteainebleau, na França.

O futuro secretário da Fazenda do Paraná disse que o seu trabalho será todo orientado para criar mecanismos de racionalização de processos para que os projetos tenham uma avaliação da taxa do retorno e do impacto para a população.

 

PLANEJAMENTO

Também foi anunciado ontem o secretário de Planejamento. Será o advogado Valdemar Bernardo Jorge, mestre em Direito Econômico e Social pela PUC-PR. O novo secretário disse que a orientação do governador foi para que “a secretaria auxilie na mudança do papel do estado para ampliar sua presença com foco na gestão eficiente. Recebi com alegria e também senso de responsabilidade esse convite e missão”.

Notícias da mesma editoria