Decreto reabrindo shoppings não sai nesta quinta (07) em Maringá
Corredor de shopping | Imagem ilustrativa/Foto: Geraldo Bubniak/AEN

Expectativa

Decreto reabrindo shoppings não sai nesta quinta (07) em Maringá

Política por Victor Simião em 07/05/2020 - 17:18

Apesar da expectativa,  ainda não há data definida para a publicação da medida. A CBN ouviu duas pessoas envolvidas diretamente com a elaboração do documento. Entre outras ações, está sendo discutida a possibilidade de ter uma idade mínima para entrar nesses locais. 


 

Embora lojistas e shoppings estejam na expectativa, um decreto permitindo a reabertura dos shoppings em Maringá não deve ser publicado nesta quinta-feira (07). A informação é de duas fontes da Prefeitura de Maringá, que atuam diretamente na elaboração do documento. Havia essa expectativa porque, na tarde de quarta-feira (06), em reunião, sindicatos patronal e dos trabalhadores de shoppings ouviram do vice-prefeito, Edson Scabora, de que o decreto sairia o mais rápido possível.

Devido à Covid-19, os shoppings estão fechados desde o dia 20 de março em Maringá. Segundo o sindicato patronal da categoria, que representa oito estabelecimentos, das 700 lojas existentes, 70 fecharam e 1.600 funcionários foram demitidos. 

Uma minuta, uma espécie de rascunho de um texto, já foi elaborada. Nela, devem constar obrigações como álcool em gel na entrada. Uma das fontes informou à CBN que está sendo discutida a possibilidade de uma idade mínima de pessoas nos shoppings.  

A minuta está no comitê gestor de saúde, grupo encabeçado pelo secretário Jair Biatto e que conta com técnicos da área. São eles quem decidem o que deve ou não funcionar, e depois cabe ao prefeito Ulisses Maia autorizar ou não. 

Há pelo menos três semanas tem havido grande pressão por parte do setor na Prefeitura de Maringá. Empresários justificam estar tendo dificuldades financeiras; o Executivo, por sua vez, diz entender, mas que teme haver aglomeração de pessoas dentro dos shoppings. 

A CBN Maringá procurou o representante do sindicato nesta quinta-feira (07), mas ele preferiu não se manifestar sobre o assunto. 

Na quarta-feira (6), o presidente do sindicato patronal, Max Silvestrelli, falou com a imprensa antes de se reunir com a prefeitura. Indignado, ele disse que os shoppings estavam avaliando como algo pessoal o fato de não permitir a abertura desses estabelecimentos.

O fato de a Prefeitura ter permitido que o comércio funcione até as 20h até essa sexta-feira (08) em decorrência do Dia das Mães também foi criticado pelos lojistas de shoppings porque eles também queriam uma medida nesse sentido.


Ao sair de casa, USE máscara. Clique aqui e saiba por que ela é importante.