Decretada prisão de 4 suspeitos de envolvimento em assassinato, em Sarandi
Foto: Arquivo/GMC Online

Investigação

Decretada prisão de 4 suspeitos de envolvimento em assassinato, em Sarandi

Segurança por Monique Manganaro/GMC Online em 17/09/2020 - 11:22

Foram decretadas as prisões temporárias de quatro pessoas suspeitas de envolvimento na morte de um jovem, em Sarandi. O assassinato aconteceu em 21 de agosto, na casa onde a vítima morava, no Conjunto Residencial Sarandi II. 

Segundo informações do delegado Adriano Evangelista dos Santos, Carlos Daniel dos Santos Freschi, de 20 anos, foi morto durante a madrugada do dia 21, após três homens utilizando toucas balaclavas invadirem a casa da vítima. 

Conforme a Polícia Militar (PM), os suspeitos arrancaram o portão da residência da vítima, depois arrombaram a porta, entraram na casa e atiraram várias vezes. O jovem morreu na hora. Conforme a Polícia Civil, a maioria dos tiros atingiu o rosto de Freschi. 

A investigação apurou que o crime foi motivado por uma suposta dívida de drogas que a vítima tinha com o quarto acusado. Ele, conforme o delegado, é suspeito também de comandar o tráfico de drogas no bairro. 

“A vítima já teria ‘trabalhado’ para [o suspeito] e atualmente estaria, além da dívida, vendendo drogas por ‘conta própria’. Assim, [o suspeito] arregimentou os indivíduos, que foram os três que justamente invadiram a casa da vítima”, detalha o delegado. 

A polícia também já identificou qual dos procurados foi o executor no dia do crime. 

Imagens de uma câmera de segurança anexadas à investigação mostram os três suspeitos saindo da “boca de fumo” onde atuavam, segundo a polícia, pouco antes do crime. A mesma câmera flagrou o momento que os três voltam ao local após o assassinato. 

Durante o período de investigação, a Polícia Civil prendeu uma pessoa por tráfico de drogas na casa onde os suspeitos ficavam. No entanto, neste dia, os três não foram localizados. Também foi apreendida a arma de fogo que teria sido utilizada no assassinato de Freschi. 

Segundo o delegado, foram decretadas prisões temporárias de 30 dias. 

O delegado de Sarandi pede que qualquer informação sobre o paradeiro dos suspeitos seja repassada à Polícia Civil. Uma das formas de contato com a equipe é por meio do Whatsapp da delegacia: (44) 9 9137-9773.