Começa a campanha eleitoral 2018
Acompanhe O Assunto é Política com Diniz Neto, de segunda a sexta, às 09h40 e às 14h20

O Assunto é Política

Começa a campanha eleitoral 2018

Por Diniz Neto em 16/08/2018 - 10:02
Player Ouça o boletim

TEMPO 16 de agosto, terça-feira. Faltam 52 dias para o primeiro turno das eleições 2018, no domingo, 7 de outubro. Nesta quinta-feira, dia 16, começa a campanha. A propaganda de rádio e TV terá início no dia 31 de agosto e vai até 4 de outubro. Se houver segundo turno, vai ao ar do dia 12 ao dia 26 de outubro. A eleição, no caso de segundo turno, acontecerá no domingo, dia 28 de outubro.

 

CAMPANHA COMEÇA HOJE, QUINTA-FEIRA, DIA 16

A partir de hoje, 16 de agosto, os candidatos podem pedir voto. Começou a campanha para as eleições 2018.

O que se observa é que todos tentaram estar prontos para começar a campanha hoje. Mas os registros das atas demoraram e os CNPJs também. Toda propaganda tem regras que precisam ser cumpridas, com número do CNPJ, quantidades e outras informações legais.

Assim, com algumas exceções, a campanha deve começar mesmo na semana que vem.

A movimentação nos escritórios de campanha é intensa, correndo contra o relógio para uma campanha que tem tempo muito reduzido.

 

DO CARMO AVISA QUE JÁ TERÁ MATERIAIS DE CAMPANHA NESTA SEXTA-FEIRA

O vereador Do Carmo, candidato a deputado estadual pelo PSL, informou, na internet, que a partir desta sexta-feira, terá materiais de divulgação no seu escritório, à avenida Centenário 189, Vila Christino, em Maringá.

 

BOLSONARO GRAVA APOIO A RATINHO E MANDA PSL ABORTAR CAMPANHA NO PARANÁ

A notícia foi divulgada na noite de ontem, pelo blog Caixa Zero. Recebi a informação, com o link da notícia, da assessoria do candidato Ratinho Junior. O candidato a presidente Jair Bolsonaro (PSL) gravou declaração de apoio explícito à candidatura de Ratinho Junior (PSD) ao governo do Paraná. Gravou um áudio que está sendo encaminhado por WhatsApp para seus seguidores nesta quarta-feira.

 

OGIER PUBLICA REGISTRO DA CANDIDATURA E DIZ QUE É CANDIDATO, PRA VALER

Na contramão desta notícia, o candidato a governador pelo PSL, Ogier Buchi, distribuiu ontem à noite uma nota e publicou na sua página no Facebook, junto com a foto do registro da sua candidatura, o seguinte: “Eu sou candidato a governador e registrei minha candidatura. Todos sabem que quando eu entro numa briga é para valer. Eu registrei a minha candidatura ao Governo do Estado e não vou recuar de forma alguma. Podem me atacar e tentar comprometer a minha caminhada, mas não vão me vencer. Sou candidato e não tem mais volta. ‘Mil cairão ao teu lado, dez mil à tua direita. Mas tu não serás atingido’ - Salmos 91:7”.

 

CASO EM MARINGÁ

Em Maringá o vereador Homero Marchese ingressou com uma representação junto ao TRE para identificação de origem e compartilhamento de um santinho virtual em que foi colocada a sua foto junto com a foto do ex-presidente Lula. O santinho teve como motivação o fato de que na coligação nacional o PROS está coligado com o PT, o que não ocorre no estado do Paraná.
Na sentença, favorável ao vereador, o desembargador relator Ricardo Augusto Reis de Macedo, determina a retirada do material da internet e do Facebook, que também é incluído na representação.

O desembargador fundamentou a sua sentença no §1º, do artigo 22 da Resolução 23.551/2017, do TSE, que prevê: “A livre manifestação do pensamento do eleitor identificado ou identificável na internet somente é passível de limitação quando ocorrer ofensa à honra de terceiros ou divulgação de fatos sabidamente inverídicos”.

O desembargador ressaltou que, “de início, a informação é inverídica, ao menos em sede de cognição sumária, quanto ao suposto registro de candidatura do ex-presidente Lula”.

A determinação para retirada dos materiais nos blogs já foi cumprida. Também não encontrei no Facebook.

 

FACEBOOK TRABALHA PARA EVITAR DISSEMINAÇÃO DE FAKE NEWS

O Facebook derrubou nesta quarta-feira, 15, uma rede de “engajamento falso” formada por 72 grupos, 50 contas e cinco páginas na rede social. Foram deletadas ainda 51 contas no Instagram, que eram relacionadas ao mesmo grupo. Mantida por brasileiros, a rede foi detectada durante uma investigação sobre a amplificação artificial de engajamento em páginas políticas no México, durante a recente campanha eleitoral naquele país.

No final de julho, o Facebook desativou no Brasil uma rede de 196 páginas e 87 perfis que teria “o propósito de gerar divisão e espalhar desinformação”, segundo comunicado da empresa.

Na rede eliminada nesta quarta-feira, não há evidências de ativismo político, ao menos no Brasil.

O Facebook informou que removeu, no primeiro trimestre deste ano, 837 milhões de conteúdos por spam e 583 milhões de contas falsas em todo mundo. A empresa está usando inteligência artificial e outras tecnologias para detectar violações de regras de uso mesmo antes de receber denúncias a respeito.

Notícias da mesma editoria