Comando de greve pode se manifestar em apoio aos professores temporários
UEM (Imagem ilustrativa/Foto: UEM)

UEM

Comando de greve pode se manifestar em apoio aos professores temporários

Por Luciana Peña em 19/07/2019 - 12:18

Os contratos de 104 professores terminam no final deste mês. Pró-reitoria de Recursos Humanos não sabe que documentos são necessários para que Comissão de Política Salarial analise o caso.

Player Ouça a reportagem

O pró-reitor de Recursos Humanos da UEM, Luiz Otávio Goulart, ficou sabendo por meio de uma reportagem da CBN Maringá que nessa quinta-feira a Comissão de Política Salarial do governo do Estado não se posicionou em relação aos professores temporários da UEM por falta de documentos. Mas até agora o pró-reitor não sabe que documentos são esses.

A Comissão de Política Salarial informou à CBN que nesta sexta-feira irá comunicar quais os documentos estão faltando. A reitoria tentou falar com a Comissão, mas não conseguiu. O comando de greve também ficou sabendo deste novo impasse pela imprensa e planeja se manifestar em favor dos professores. É o que diz o presidente do Sinteemar, José Maria Marques.

Se a greve for encerrada, mas os contratos não forem renovados, uma boa parte dos alunos pode ficar sem aulas. A pró-reitoria atualizou os dados sobre professores temporários: são 443, com contratos que vencem em datas diferentes. A situação mais crítica é destes 104 docentes.

Notícias da mesma editoria