Câmara, Supremo e servidores municipais
Acompanhe O Assunto é política com Diniz Neto, de segunda a sexta, às 09h40 e às 14h20

O Assunto é Política

Câmara, Supremo e servidores municipais

O Assunto é Política por Diniz Neto em 15/03/2019 - 10:00

EMENDA À LEI ORGÂNICA FOI APROVADA

A emenda à lei orgânica 118/2019 foi aprovada ontem, com 14 votos. Apenas o vereador William Gentil votou contra.

A emenda altera a Lei Orgânica, dispondo sobre a Procuradoria Geral do Município.

A emenda será regulamentada, agora, por lei ordinária.

Destacamos aqui na coluna que a emenda tramitou praticamente em sigilo até as vésperas da sua segunda votação, na terça-feira, adiada para quinta-feira, quando os vereadores aprovaram a proposta.

JEAN MARQUES RENUNCIA À LIDERANÇA DO PREFEITO, NA CÂMARA

Na sessão ordinária desta quinta-feira (14), o vereador Jean Marques (PV) comunicou à mesa diretiva da Câmara de Maringá a sua renúncia à liderança do governo no Legislativo. O ofício foi encaminhado ao prefeito Ulisses Maia. O vereador ocupou a função desde o começo do atual mandato, em 2017.

Jean Marques agradeceu a confiança depositada à época, ressaltando que a colaboração sempre buscou o diálogo entre Executivo e Legislativo em prol de Maringá, nunca deixando de lado o papel fiscalizador incumbido na vereança.

“Neste período, atuei como parlamentar de forma plena, fiscalizando os atos e serviços públicos municipais, buscando informações e fazendo apontamentos sobre questões que considerava indevidas, de forma direta nas secretarias e no gabinete do prefeito”, afirma ele.

“Estou certo que há na Câmara outros bons quadros para exercer essa função com dignidade. Peço-lhe (ao prefeito) que transmita meus agradecimentos a todos os servidores, diretores e secretários que sempre nos auxiliaram com os esclarecimentos necessários para o cumprimento desta missão e desejo-lhe uma profícua gestão, pois significa prosperidade para nossa cidade”, comenta Jean Marques.

COINCIDÊNCIA?

A renúncia de Jean Marques aconteceu na sessão em que os vereadores aprovaram emenda à Lei Orgânica que, segundo alguns especialistas reduz o poder do prefeito e dos secretários municipais.

Não conheço a opinião do prefeito sobre a emenda, se é favorável ou contrário. No entanto, sei que secretários municipais eram contrários à emenda. 

CAMPANHA SALARIAL

Em Assembleia Geral realizada na noite desta quinta-feira, os servidores municipais aprovaram a contraproposta da Prefeitura para o reajuste salarial.

Reajuste de 4%, com ganho real de 0,6%. Vale com 10% de reajuste e redução contrapartida do servidor de 20% para 18,5%. As gestantes também receberão o vale alimentação.

A decisão da assembleia acabou com a campanha salarial de 2019.Lembrando que o Sindicato havia feito uma proposta de 10% de aumento e vale alimentação de R$ 500. 

SUPREMO DECIDIU SOBRE CAIXA DOIS

Por 6x5 o Supremo Tribunal Federal decidiu manter sob a competência da Justiça Eleitoral crimes comuns (como corrupção e lavagem de dinheiro) relacionados a crimes eleitorais (como o caixa 2). O resultado é considerado uma derrota da Lava Jato.

SUPREMO VAI INVESTIGAR PROCURADORES E AUDITORES FISCAIS

Informações confidenciais recebidas pelo presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Dias Toffoli, foram decisivas para que ele determinasse nesta quinta-feira, 14, a instauração de um inquérito destinado a investigar uma série de ofensas à Corte enviadas em correntes de WhatsApp, além de críticas postadas nas redes sociais por integrantes da Operação Lava Jato.

O documento sigiloso demonstrou que “milícias digitais” estão enviando várias mensagens de WhatsApp defendendo a intervenção do Superior Tribunal Militar (STM) no Supremo ou, até mesmo, o fechamento da Corte.

ASSÉDIO MORAL

Recebi informações de mais de um servidor sobre assédio moral em setores da Secretaria de Serviços Públicos.

Segundo uma informação, o chefe de um setor estaria trabalhando bêbado. Isto já teria ocorrido algumas vezes.

Em função deste problema, um veículo da Secretaria teria sido utilizado várias vezes para busca-lo e leva-lo para casa.

Os servidores reclamam de ameaças e tratamento desrespeitoso.

Situação a ser apurada pelo sindicato e pela administração municipal, sem dúvida.