Cada vez mais perto das campanhas
Acompanhe O Assunto é política com Diniz Neto, de segunda a sexta, às 09h40 e às 14h20

O Assunto é Política

Cada vez mais perto das campanhas

Por Diniz Neto em 30/09/2019 - 09:55
Player Ouça o boletim

30 de setembro, segunda-feira. Faltam 92 dias para acabar o ano.

Dia da Secretária. No dia 30 de setembro de 1850 nasceu Lilian Sholes, filha do inventor da máquina de escrever, Christopher Sholes. Lilian foi a primeira mulher a usar o "aparelho revolucionário" em público, tornando-se um símbolo durante a segunda fase da Revolução Industrial.

Em 1950, centenário do nascimento de Lilian, muitas empresas, para comemorar o centenário da filha do inventor da máquina de escrever, decidiram criar um concurso para eleger a melhor datilógrafa.

O concurso fez muito sucesso e começou a ser repetido todos os anos. E como a maioria das participantes eram secretárias, o dia 30 de setembro passou a ser popularmente conhecido como o "Dia da Secretária".

São Paulo tem uma lei, de 1977, que oficializa o Dia da Secretária.

Dia do Jornaleiro. Há 161 anos temos esta atividade no Brasil. Escravos foram os primeiros jornaleiros, que saiam às ruas do Rio de Janeiro para vender “A Atualidade”, primeiro jornal a ser vendido avulso, no ano de 1858.

A atividade se expandiu. O primeiro ponto fixo foi montado pelo imigrante italiano Carmine Labanca, também no Rio de Janeiro. Não por acaso muitos associam o nome dos pontos-de-venda de jornais de “banca”, remetendo ao sobrenome Labanca.

Essas primeiras bancas eram montadas, sobre caixotes de madeira, com uma tábua em cima, onde eram acomodados os jornais para serem vendidos.

Depois vieram bancas de madeira. Foi Jânio Quadros, em São Paulo, que fez uma lei que só autorizava bancas de metal e com mais estrutura.

Assistimos hoje uma mudança nos jornais, que são cada vez mais digitais, uma redução do número de bancas e, portanto, de jornaleiros.

Na coluna de hoje:

- Mil dias

- O tempo

- Apoio oficial

- Outras igrejas

- Alianças com o PSD

- Vereador e líder do prefeito vai para o MDB

- TSE aprova incorporação do PHS ao Podemos

- Podemos no Senado

 

MIL DIAS

Cerca de 1.200 pessoas estiveram no Parque de Exposições acompanhando o evento em que o prefeito reuniu a administração municipal e convidados para apresentar um relatório de mil dias da sua gestão.

A reunião aconteceu exatamente no milésimo dia da gestão, 28 de setembro.

Foi editado um vídeo, divulgando as atividades e obras. O início foi dedicado a divulgar um conceito de gestão, seguido de informações. Já no começo, destaque total para os servidores. A frase: “Todos os dias, quase 13 mil servidores se dedicam a cuidar da cidade, das pessoas”.

A maior obra informada foi o terminal intermodal urbano Prefeito Said Felício Ferreira.

A última parte do vídeo foi dedicada a mostrar atividades da cultura, Virada Cultural e Maringá Encantada, concluída com a frase "e vem muito mais por aí".

O vídeo termina com narração: "Desta forma crescemos e vamos reafirmando a cada dia o sentimento que nos une num grito único: Sou maringaense com orgulho”.  

O TEMPO

As atuais gestões municipais têm mais 459 dias. Ou seja, ainda restam 30% do total de 1.460 dias.

Passando para as eleições municipais do ano que vem, as convenções partidárias para escolha dos candidatos poderão ser realizadas de 20 de julho até o dia 5 de agosto de 2020. Portando, faltam 311 dias para o prazo final das convenções.

As campanhas poderão começar no dia 16 de agosto.

No rádio e na TV as campanhas devem começar no dia 26 de agosto.

Faltam 370 dias para o primeiro turno da eleição municipal, em 4 de outubro de 2020.

O segundo turno está marcado para o domingo 25 de outubro.

O presidente da Comissão de Direto Eleitoral da OAB Maringá, advogado Anderson Alarcon, confirmou as datas.

APOIO OFICIAL

No sábado, aconteceu reunião do Premar, o presbitério da Igreja Presbiteriana Renovada de Maringá. Neste encontro, foi a apresentada a pré-candidatura do advogado e pastor Rogério Calazans a prefeito de Maringá, pelo Avante.

Esta pré-candidatura terá apoio oficial da denominação.

OUTRAS IGREJAS

Outras igrejas importantes estão manifestando apoio ao pré-candidato do Avante, em Maringá.

ALIANÇAS COM O PSD

Muitos partidos estão tentando alianças com o PSD, em municípios do Paraná. O partido, aliás, completou sexta-feira, 27 de setembro, oito anos de registro no TSE. 

Coligações e apoios, em diferentes municípios, somente serão decididas mais para a frente. Algumas serão pontuais.

O partido do governador, naturalmente, será bastante demandado e tem uma importância natural nas eleições municipais de 2020.

Em Maringá é esperada uma definição sobre a direção do partido. Lembrando que o PSD de Maringá tem o deputado federal mais votado do Paraná na eleição do ano passado (2018), o Sargento Fahur.

O deputado Fahur esteve presente ao evento dos “mil dias”, organizado pela administração municipal, que tem o prefeito do PDT e o vice-prefeito filiado ao MDB.

VEREADOR E LÍDER DO PREFEITO VAI PARA O MDB

O vice-prefeito de Maringá, Edson Scabora, que coordena o MDB em Maringá, anunciou que no próximo dia 19 de outubro o partido realizará um evento para filiação do vereador Alex Chaves, líder do prefeito na Câmara Municipal.

Alex poderá fazer a transferência em razão da fusão do seu partido, PHS, com o Podemos, autorizada pelo TSE.

Os partidos começam a mostrar as suas estratégias e nomes para as chapas de candidatos a vereador.

TSE APROVA INCORPORAÇÃO DO PHS AO PODEMOS

O plenário do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) autorizou no dia 19, por unanimidade, a fusão do Partido Humanista da Solidariedade (PHS) ao Podemos. Com a fusão, a bancada do Podemos na Câmara passa de 20 para 27 deputados. O PHS não conta com nenhum representante em exercício no Senado, portanto o Podemos se manterá com 11 cadeiras.  

PODEMOS NO SENADO

O Podemos é novo nome Partido Trabalhista Nacional, desde dezembro de 2016.

O antigo PTN, agora denominado Podemos, foi fundado no dia 1º de maio de 1995 e conseguiu registro em 2 de outubro de 1997.

A motivação do nome é exatamente o “yes, we can” da campanha de Barack Obama.

O Podemos atraiu para os seus quadros três senadores, recentemente. Filiaram-se ao partido Marcos do Val (ES), Reguffe (DF) e a senadora Juíza Selma (MT). Assim, o Podemos chegou ao número de 11 senadores, tornou-se a segunda maior bancada do Senado, atrás apenas do MDB, que tem 13 senadores.

 

Notícias da mesma editoria