Após rompimento de contrato, construção da pista de skate é retomada
Foto: Aldemir de Moraes/PMM

Construção

Após rompimento de contrato, construção da pista de skate é retomada

Por Carina Bernardino em 23/07/2019 - 14:37

Obra iniciada há mais de um ano na Vila Olímpica estava parada por causa de problemas financeiros da empresa contratada. Diante da situação, a segunda colocada na licitação foi convocada e já iniciou os serviços. A conclusão é para janeiro de 2020. 

Player Ouça a reportagem

Foi retomada a construção da pista de skate na Vila Olímpica de Maringá. A obra, iniciada em maio de 2018, não foi executada dentro do prazo previsto pela empresa vencedora da licitação, a Semeai Skateparks, que alegou problemas financeiros. A prefeitura já tinha pago 32% das obras, o que equivale a cerca de R$ 180 mil. Diante do abandono, o contrato foi rompido e a segunda colocada na licitação foi convocada para concluir a construção. A Proec Engenharia Civil Eireli terá 180 dias finalizar a obra, até 8 de janeiro de 2020. O investimento na continuidade da construção da pista será de quase R$ 526 mil. A ordem de serviço foi assinada em 12 de julho, como explica o secretário de Obras Públicas, Albari Alves de Medeiros. 
 
O valor total para a construção da pista de skate da Vila Olímpica é de R$ 603 mil, sendo R$ 213 mil da prefeitura de Maringá e R$ 390 mil de recursos federais. A ASKM (Associação dos Skatistas de Maringá) acompanha a obra, que ocupará uma área de mais de mil m². Segundo o gerente da Juventude, Adriano Bacura, o espaço será importante para os skatistas do município. 
 
A pista de skate da Vila Olímpica de Maringá contará com corrimãos e obstáculos projetados para a prática de Street Skate, modalidade que tem o maior número de praticantes no Brasil e no mundo.

Notícias da mesma editoria