Vídeo gravado por quadrilha mostra momentos antes de assassinato em Sarandi
Foto: reprodução vídeo gravado pelos suspeitos antes do assassinato

Facção presa

Vídeo gravado por quadrilha mostra momentos antes de assassinato em Sarandi

Segurança por Evandro Mandadori/GMC Online em 19/05/2022 - 15:50

A Polícia Civil de Sarandi divulgou na manhã desta quinta-feira (19) um vídeo que foi gravado no celular de um suspeito que estaria envolvido no homicídio de Cleisson Kalil Coelho de Lima, que foi morto no dia 03 de dezembro de 2021, por disparos de arma de fogo no Conjunto Habitacional José Richa em Sarandi. As imagens revelam que os criminosos exibiam as armas e pareciam bem à vontade, no caminho da casa da vítima que seria assassinada momentos depois.

Ao chegar ao destino, a imagem é prejudicada e fica escura, porém, é possível ouvir dezenas de disparos e fala dos integrantes da facção criminosa que, de maneira surpreendente, chegam a questionar um ao outro se teriam executado a pessoa certa. A conversa termina sem os criminosos terem certeza de que mataram o alvo certo.

Além disso, foram encontrados no celular áudios e fotos que comprovariam o envolvimento do grupo no homicídio ocorrido na madrugada seguinte, 4 dezembro, na Avenida Senador Petrônio Portela, no Jardim Aclimação, onde uma pessoa foi morta e duas ficaram feridas vítimas de bala perdida. A prisão de parte do bando ocorreu em Maringá, na Rua Tunas, Parque das Laranjeiras, no dia 15 dezembro, porém somente agora após minuciosa devassa do conteúdo do aparelho é que a polícia resolveu divulgar o vídeo.

Todas as buscas nos arquivos pessoais dos suspeitos foram autorizada pelo Judiciário. O chefe da quadrilha, segundo a Polícia Civil, tem um mandado de prisão em aberto, mas continua foragido. Os envolvidos responderão inclusive por organização criminosa, tráfico de drogas, associação para o tráfico e porte ilegal de armas de fogo. “Trabalhamos muito nesse caso e com as informações que conseguimos podemos considerar a elucidação de ao menos 6 crimes contra a vida na região. Uma quadrilha perigosa está atrás das grades”, afirmou o delegado de Sarandi, Adriano Garcia.

Denúncias podem ser feitas pelo 181, 190 ou WhatsApp da DP de Sarandi (9 9137-9773).

Acesse GMC Online

Quer enviar sugestão, comentário, foto ou vídeo para a CBN Maringá? Faça contato pelo WhatsApp (44) 99877 9550