Viadutos do Contorno Norte poderão ser duplicados até outubro de 2020
Carina Bernardino/CBN Maringá

Dnit

Viadutos do Contorno Norte poderão ser duplicados até outubro de 2020

Trânsito por Carina Bernardino em 25/10/2019 - 17:58

É que o convênio entre o Dnit e a prefeitura de Maringá foi renovado por mais um ano. Essa é a terceira prorrogação.

Há mais de três anos a prefeitura de Maringá e o Dnit (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes) firmaram convênio para duplicação dos viadutos do Contorno Norte. Na época, o Governo Federal disponibilizou mais de R$ 24 milhões para as obras. Para não perder o recurso, em 2017 a nova gestão conseguiu prorrogar o prazo para mais 520 dias. Quando o tempo estava se esgotando, o município conseguiu uma nova renovação, por mais um ano.

No período, o Executivo encaminhou ao Dnit o relatório de sondagem e detalhes dos terrenos para as construções; o projeto básico contendo desenhos, pré-dimensionamento e outros elementos essenciais e elaborou o projeto executivo, onde são feitas correções, procedimentos complementares e cálculo do orçamento final para que as obras sejam licitadas e iniciadas efetivamente. No mês passado o Dnit devolveu o projeto final e pediu ajustes. Então para não perder o prazo que vencia neste mês, a prefeitura de Maringá pediu mais tempo ao órgão e outro termo de compromisso foi assinado. Agora o prazo vai até 14 de outubro de 2020. A prefeitura prefere não falar sobre o assunto, mas os moradores sim. O frentista Adriano Piovezan destaca os acidentes que já presenciou no viaduto da Avenida Franklin Delano.

Em horários de rush, a dificuldade é para todos os tipos de modais, inclusive para pedestres. O estudante Daniel Barbosa conta o que enfrenta para chegar ao ponto de ônibus e ir para escola. 

Ao todo, seis viadutos incompletos, com apenas uma pista, serão duplicados nas avenidas Guaiapó, Tuiuti, Franklin Delano Roosevelt, Kakogawa, São Judas Tadeu e Mandacaru. Um novo viaduto, com duas pistas, será construído na Avenida Américo Belay, no jardim Dias. Entre as alterações solicitadas pelo Dnit no projeto executivo das obras estão ajustes de orçamento; informações sobre o canteiro de obras durante as duplicações; dados sobre o trânsito dos locais, entre outras informações. 

Por nota, o Executivo informou que segundo a Secretaria de Obras Públicas, os ajustes solicitados foram concluídos essa semana e devolvidos ao Dnit, em Brasília. Após a aprovação deles, o município vai iniciar a licitação da obra. A expectativa é que seja ainda este ano.