Suspensão de CNH sobe 73% em Maringá em 2018
foto: Detran/PR

Trânsito

Suspensão de CNH sobe 73% em Maringá em 2018

Trânsito por Portal GMC Online em 16/01/2019 - 17:02

O número de carteiras de motoristas suspensas disparou em Maringá em 2018 no comparativo com o ano anterior. Segundo dados do Departamento Estadual de Trânsito (Detran), em 2018, 47.668 Carteiras Nacionais de Habilitação (CNHs) foram suspensas na cidade, 73% a mais que no ano anterior, quando houve a suspensão de 27.575 habilitações.

O número coloca o município como o segundo do Paraná que mais teve CNHs suspensas, atrás somente de Curitiba, que registrou 233.754 suspensões em 2018. A CNH é suspensa quando o condutor atinge 20 pontos no período de 12 meses, conforme prevê o artigo 261 do Código de Trânsito Brasileiro.

Além disso, o motorista pode ter a carteira suspensa de imediato se ele cometer determinada infração, como dirigir embriagado, andar sem capacete ou participar de racha.

Em relação à suspensão imediata de CNHs, Maringá também registrou um aumento considerável. Foram 1.055 em 2018 contra 576 em 2017, alta de 83%. No ranking, a cidade fica em quarto lugar no estado nesse quesito em 2018, ficando atrás da capital, que teve 6.577 suspensões diretas, de Londrina, com 1.706, e de Ponta Grossa, com 1.217.

Segundo o diretor de Fiscalização da Secretaria de Mobilidade Urbana (Semob), Marcelo Filite, esse aumento muito alto no número de suspensões de carteiras em Maringá se dá por conta da volta da operação dos radares fixo de velocidade. “Em 2017 os radares não estavam operando. Voltaram a funcionar no dia 15 de fevereiro de 2018, por isso foi registrado esse grande aumento nos índices. Dirigir em uma velocidade 50% acima do que é permitido gera multa de natureza gravíssima que suspende o direito de dirigir de imediato”, explica Filite.

Por quanto tempo a carteira fica suspensa? O prazo de suspensão para quem atingir 20 pontos ou mais em um ano é de seis meses a um ano. Quem volta a atingir essa pontuação dentro de um ano pode ter a CNH retida de 8 meses a dois anos. Quem define o prazo é o Detran, de acordo com a gravidade das infrações. No caso da suspensão imediata, o prazo vai depender do tipo de infração. Dirigir alcoolizado, por exemplo, tem suspensão de um ano.

Por Nailena Faian/Portal GMC Online