Suspeito de planejar ataque terrorista é preso pela PF em Maringá
Foto: Divulgação/Polícia Federal

Investigação

Suspeito de planejar ataque terrorista é preso pela PF em Maringá

Segurança por Letícia Tristão em 02/09/2021 - 13:31

A investigação apurou que um jovem é suspeito de assumir posicionamento extremista e violento na internet, com potencial para praticar terrorismo. Junto com ele a polícia apreendeu uma espingarda e simulacros de arma.   

A Operação Trastejo foi deflagrada na manhã desta quinta-feira (2), pela Polícia Federal. 

De acordo com a PF, a investigação apura uma possível preparação para atos terroristas e apontam um jovem como suspeito de assumir visão religiosa extremista e violenta na internet, com potencial para praticar terrorismo.

O investigado se apresentava como professor de música. Foram expedidos pela Justiça Federal da Seção Judiciária de Maringá mandados de prisão temporária e busca e apreensão. Além da prisão do suspeito, a PF apreendeu uma espingarda calibre 32 e muitos simulacros de arma.

Segundo a PF, o suspeito mantinha contato direto com radicais islâmicos fora do país e tinha intenção de viajar para outros países como Iraque, para integrar essas organizações extremistas.

Ele teria também circulado em grupos na internet vídeos onde mostrava armas, munição, dólares e, estando encapuzado, disseminava conteúdo extremista, manifestando desejo de matar inocentes em uma ação suicida. Ele tem passagem pela polícia por tráfico de drogas, tem ação penal por homicídio qualificado e condenação por posse irregular de arma de fogo, além de tentativa de roubo. 

Ainda segundo a investigação, o suspeito tem treinamento para manusear armas e por apresentar radicalismo religioso e oferecer risco de praticar um ato terrorista, a PF deflagrou a operação e prendeu o suspeito.

As penas previstas na lei para esses crimes chegam a 30 anos, segundo a polícia.

Ainda de acordo com a PF, não será concedida entrevista sobre o assunto.