Retorno parcial da economia depende de nosso comportamento
Imagem ilustrativa/Pixabay/domínio público

Opinião

Retorno parcial da economia depende de nosso comportamento

O comentário de Gilson Aguiar por Gilson Aguiar em 02/04/2020 - 08:00

Estamos vendo algumas cidades do Paraná abrirem alguns setores do comércio. Há risco nestas medidas? Há, seriam infantil dizer o contrário. Mas o principal desafio não é a abertura da atividade econômica, ela é necessária. O principal problema quando pensamos em retomar as atividades parciais em alguns setores são as pessoas. 

O comportamento de determinados seres humanos diante das precauções que devem ser tomadas será decisivo. Temos que manter o ambiente com as orientações de controle do número de pessoas. Tem que estar disponível para empregados e clientes álcool em gel e deve-se utilizar máscaras cirúrgicas quando necessário. A quantidade de pessoas e a distância entre elas nos ambientes deve ser controlada. Sem isso, nenhuma medida funciona.

Logo, reclamamos da dificuldade que teremos com a suspensão das atividades econômicas, tememos a perda das empresas e dos empregos, mas e o comportamento das pessoas, ele será adequado. No momento o que estamos assistindo é que a desobediência a medidas de segurança ainda existem. O discurso de que a doenas só é fatal para o grupo de risco é uma ilusão. Os prejuízos serão elevados para todos se o coronavírus se alastrar rapidamente. 

Por isso, se queremos combater a pandemia e voltarmos a nossa vida normal o mais rápido possível, temos que cuidar de nossas ações particulares. Elas são determinantes e estão acima de qualquer decreto municipal, estadual ou federal. Tenha consciência antes de exigir concessões. Quer o direito de ir e vir, de ter liberdade de reabrir a empresa e de retornar ao emprego, quer ter o direito de voltar a consumir, faça sua parte, proteja-se e previna-se.