Sarandi reabre parte do comércio e prefeitos da região se surpreendem
Imagem Ilustrativa/Foto: José Fernando Ogura/AEN

Bastidor

Sarandi reabre parte do comércio e prefeitos da região se surpreendem

Economia por Victor Simião em 31/03/2020 - 16:55

Segundo alguns ouvidos pela CBN Maringá, o prefeito de Sarandi, Walter Volpato, não informou que tomaria essa decisão.  Amusep diz seguir recomendação do Ministério da Saúde, mas que cada chefe de executivo pode tomar a própria decisão. Prefeito de Maringá criticou publicamente a decisão da cidade vizinha. 


Ouça a reporatgem completa:

 

A decisão do prefeito de Sarandi, Walter Volpato, deixou prefeitos que fazem parte da Amusep surpresos. Três deles, ouvidos pela CBN, disseram não ter havido nenhum tipo de comunicação quanto à medida. Na tarde de segunda (30), Volpato publicou decreto autorizando a reabertura de parte do comércio - como açougues e padarias - a partir desta terça-feira (31). 

No grupo de WhatsApp que reúne os prefeitos da Associação dos Municípios do Setentrião Paranaense, espaço usado para debates e decisões, não houve comunicado por parte de Volpato. Por outro lado, nenhum prefeito fez algum comentário público, segundo apurou a CBN. 

Um dos prefeitos consultados avaliou que Volpato deve ter deixado propositalmente de fazer o anuncio no grupo para evitar transtornos. 

O prefeito Walter Volpato falou à CBN que a decidiu decretar a reabertura de parte do comércio porque os supermercados, que estavam funcionando, vinham tendo aglomerações. Até esta terça, Sarandi não tinha nenhum caso confirmado de coronavírus. De 12 casos suspeitos, 9 já tinha sido descartados e 3 aguardavam exames.

Em nota, o prefeito de Mandaguari, Romualdo Batista, que é o presidente da Amusep, disse que a associação vem seguindo critérios técnicos e científicos, recomendados pela Organização Mundial da Saúde e Ministério da Saúde. Ele também informou que a Amusep vem agindo de forma coordenada e planejada para tomar decisões semelhantes, mas que cada prefeito pode pode decidir o que quiser. 

Quem criticou publicamente Walter Volpato foi o prefeito de Maringá, Ulisses Maia. Em transmissão ao vivo em redes sociais, na noite de segunda, Maia falou sobre a decisão do colega da cidade vizinha em abrir lotéricas - o que gerou aglomeração de pessoas. Volpato voltou atrás quanto às lotéricas ainda na segunda-feira.[ouça no áudio acima]

O fato de Sarandi ter aberto parte do comércio preocupa Maringá por conta de ao menos dois motivos. O primeiro deles é técnico: maringaenses podem sair de casa para fazer compras na cidade vizinha e, a partir disso, aumentar o número de pessoas nas ruas, atrapalhando o isolamento social. O segundo é político: a decisão foi contrária ao que havia sido estabelecido entre os municípios da região, que iriam agir em comum. 

No caso de Maringá, há um tempero a mais: a pressão sobre Ulisses Maia aumenta por parte das pequenas empresas que querem voltar a abrir.

Consultado pela reportagem nesta terça, o prefeito de Maringá disse que nenhuma medida deve ser revogada até o momento.