Prefeitura investiga suposto despejo irregular em córrego
Divulgação/PMM

Meio ambiente

Prefeitura investiga suposto despejo irregular em córrego

Meio Ambiente por Portal GMC Online em 26/03/2019 - 17:52

Técnicos da Secretaria do Meio Ambiente e Bem-Estar Animal (Sema), da Prefeitura de Maringá, estão investigando suposto despejo irregular no Ribeirão Pinguim. 

Na última quinta-feira (21) eles estiveram no local para colher amostras dos resíduos lançados no ribeirão para determinar se está dentro dos parâmetros aceitáveis ou se há a presença de eventuais substâncias contaminantes.

De acordo com a prefeitura, os resíduos são produzidos pelo processo da lavagem industrial de tecidos de uma empresa e análise ainda não foi concluída.

Ainda segundo a prefeitura, o Instituto de Água e Terra (IAT), órgão que libera a concessão da licença ambiental, já foi notificado do problema. “O órgão desaconselhou o embargo da emissão de efluentes no córrego, como pretendia a Sema, alegando falta de indícios suficientes para consolidar a medida e recomendou que fosse aguardado a conclusão dos laudos laboratoriais”, diz a nota da prefeitura.

A reportagem não conseguiu contato com o órgão até o fechamento desta reportagem.

Segundo a prefeitura, na manhã desta terça-feira (26), técnicos estiveram no local e constataram que a situação estava normal, ou seja, as águas do córrego estavam aparentemente limpas.

A empresa foi notificada pela Secretaria do Meio Ambiente a cessar o lançamento de qualquer efluente em desconformidade com o disposto no processo de licenciamento até a conclusão das análises das amostras.

Vídeo de uma moradora da região mostra a água com coloração fora do normal. De acordo com ela, o despejo do resíduo provoca mau cheiro. 

Atualização às 19h15: A Sema corrigiu que o suposto despejo irregular foi encontrado no córrego Cleopatra e não no Ribeirão Pinguim. 

Vídeo: Divulgação/PMM