Prefeitura autoriza showroom, mesas em bares e música ao vivo
Foto: Luciana Peña/CBN Maringá

Novo decreto

Prefeitura autoriza showroom, mesas em bares e música ao vivo

Cidade por Victor Simião em 28/05/2020 - 18:20

Novas medidas foram estabelecidas no decreto mais recente da Prefeitura. Município permite a volta dos serviços de corte de barba também. Em relação ao shopping, a autorização autoriza entrada de menores de 16 anos e consumo de alimentos no local a partir de 1º de junho.

A Prefeitura de Maringá publicou o decreto nº 798/2020, flexibilizando as medidas de controle do coronavírus. Nele, autoriza a volta do showroom, música ao vivo em bares e restaurantes, o corte de barba por parte das barbearias, a entrada de menores de 16 anos em shoppings e consumo de alimento nesses locais, com restrições. O decreto foi publicado nesta quinta-feira (28). 

Em resumo, ele altera medidas que até então vinham funcionando. É uma resposta da Prefeitura de Maringá a demandas dos setores envolvidos. 

Bares e restaurantes poderão ter música ao vivo e Djs novamente. Esses estabelecimentos, e outros do ramo alimentício, poderão colocar mesas do lado de fora, ocupando o limite máximo de 50% da área externa total. O número de pessoas permitidas por mesa é seis. Uma mesa deve ter distância de pelo menos dois metros de outra. 

Em relação aos shoppings, há uma série de alterações. No caso específico desse setor, as medidas passam a valer a partir do dia primeiro de junho, próxima segunda-feira.

De acordo com o decreto, menores de 16 anos podem entrar nos shoppings se estiverem acompanhados dos pais ou responsáveis. Restaurantes, sorveterias e outros tipos de estabelecimentos que vendem alimentos podem funcionar mediante uma série de regras, como higienização, distanciamento. No caso de buffet, o cliente deverá se servir usando luvas descartáveis, fornecidas pelo estabelecimento. Temperos, condimentos e porta-guardanapos de uso compartilhado estão proibidos. 

O novo decreto autoriza reuniões para audiências e conferências públicas cujo temas sejam o desenvolvimento urbano e o Plano Diretor. 

As resoluções do município eram demandas das categorias envolvidas. 

Em 11 maio, representantes da construção civil informaram à CBN que queriam a volta do shoowroom. Lojas do setor alimentício pediam a volta das mesas do lado de fora dos estabelecimentos. Quanto às audiências públicas, o Instituto de Pesquisa e Planejamento de Maringá disse que somente com a volta delas poderia debater o Plano Diretor da cidade.