Policial ‘briga’ com equipe do Samu de Maringá por pouso de helicóptero em rodovia; vídeo
Foto: Reprodução Rede Social

Confusão

Policial ‘briga’ com equipe do Samu de Maringá por pouso de helicóptero em rodovia; vídeo

Paraná por Fabio Guillen/GMC Online em 18/01/2022 - 14:46

Um policial rodoviário federal “brigou” com uma equipe do Samu de Maringá que pousou o helicóptero de resgate na BR-376, em Marialva, durante o atendimento de um acidente grave envolvendo dois motociclistas, na manhã desta terça-feira (18). Em um vídeo gravado pelo próprio policial, ele narra com tom de revolta o fato do atendimento ter acontecido fora da pista e o helicóptero ter fechado a rodovia: “não tem condições”, diz o policial no vídeo. 

De acordo com o coordenador médico do Samu de Maringá, Etore Moscardi, o policial rodoviário teria pedido para a comandante do helicóptero tirar a aeronave da rodovia para liberar o tráfego. “Ele foi até a comandante e pediu que ela retirasse a rodovia da pista, mas a comandante disse que não poderia fazer esse serviço porque a equipe estava atendendo um paciente que inclusive estava entubado. Ele ficou bravo e começou a filmar todos”, comentou Moscardi. 

O médico intervencionista que estava no local do acidente com a equipe do helicóptero disse que ficou assustado com a situação. O médico Marcos Bittencourt contou que a ação do policial desestabilizou a equipe na hora do resgate. “Ele começou a gravar e falar alto que o helicóptero não poderia ter pousado ali, mas antes de qualquer pouso a comandante e a equipe avalia e a prioridade sempre é pousar onde evite fechar a rodovia, mas nesse caso não dava. A pista era o único lugar seguro e mais rápido para salvar o motociclista que estava muito grave”, explicou o médico. 

Ainda segundo Bittencourt, mesmo após os pedidos do policial para decolar a aeronave o atendimento continuou e o paciente foi entubado, estabilizado e colocado na aeronave. O motorista foi levado para um hospital de Maringá. O trânsito ficou interditado na BR-376 por cerca de 20 minutos, segundo o médico. 

O diretor técnico do Samu, Maurício Caetano, contou ao GMC Online que não é a primeira vez que isso acontece envolvendo o mesmo policial e que o caso é pontual. Segundo, Caetano, a PRF sempre colabora nos atendimentos. “Vamos tomar outras medidas porque isso não pode acontecer de novo. Aconteceu uma vez e até pensamos que o policial poderia não estar em um bom dia, mas aconteceu de novo e tomaremos as medidas cabíveis. Os outros policiais sempre nos ajudam e entendem que a prioridade é a vida”, argumentou. 

O que diz a Polícia Rodoviária Federal 

A PRF se posicionou sobre o caso em nota oficial que foi enviada para a imprensa na manhã desta terça-feira (18).. A nota diz que a “postura do policial não está alinhada com os valores institucionais e será objeto de apuração interna do órgão. A PRF reafirma sua missão institucional de proteger a vida, e sendo assim, o apoio ao atendimento à vítima sempre será prioridade em relação à fluidez do trânsito”, diz a nota. 

O policial rodoviário federal não foi localizado pela reportagem na tarde desta terça-feira para comentar o caso.

Assista abaixo o vídeo gravado pelo policial rodoviário durante a ocorrência