PMA já apreendeu 33 armas para caça este ano na região de Maringá
Imagem Ilustrativa | Foto: Arquivo/AEN

Crimes ambientais

PMA já apreendeu 33 armas para caça este ano na região de Maringá

Meio Ambiente por Letícia Tristão em 25/08/2021 - 15:46

Muitas vezes, a caça é motivada pelo comércio ilegal da carne da espécie, que tem alto preço. A prática de crimes ambientais acarreta em danos que podem ser irreparáveis ao meio ambiente no futuro. 

A prisão de um homem suspeito de caçar animais silvestres ameaçados de extinção em Engenheiro Beltrão trouxe à tona novamente o assunto.

A caça desses animais, como foi o caso do cateto, que é o porco do mato, é motivada muitas vezes por um mercado negro que comercializa a carne dessas espécies por um alto valor. Na região também é muito comum o crime de pesca predatória, que pode causar danos irreparáveis ao ecossistema, como explica o comandante do 1 ° pelotão da 3ª Cia da Polícia Ambiental, tenente Ulisses de Deus. [ouça o áudio acima]

Segundo ele, somente este ano na região da 3ª companhia, foram apreendidas 33 armas que eram utilizadas para caça. O Paraná tem muitas espécies ameaçadas de extinção. [ouça o áudio acima]

No caso do javali, o tenente reforça que existe a liberação apenas para o manejo da espécie. [ouça o áudio acima]

 

Quer enviar sugestão, comentário, foto ou vídeo para a CBN Maringá? Faça contato pelo WhatsApp (44) 99877 9550