Plantão do  IPTU começa com falhas no sistema de informática
Foto: Luciana Peña/CBN Maringá

Maringá

Plantão do IPTU começa com falhas no sistema de informática

Cidade por Luciana Peña em 23/01/2021 - 09:56

Atualizado às 10h35: A Secretaria de Fazenda informou que o sistema foi normalizado.

O problema é que o sistema não estava aceitando o parcelamento de impostos atrasados. Teve contribuinte que foi embora depois de mais de uma hora de espera. Para quem apenas quer retirar a guia do IPTU 2021, o atendimento é rápido. E atenção, o Refis do IPTU ainda não está valendo.

O térreo do Paço Municipal de Maringá está lotado na manhã deste sábado. É o Plantão do IPTU.

Um serviço oferecido pela Secretaria de Fazenda para o contribuinte que quer retirar a guia do IPTU 2021, retirar guias do imposto de anos anteriores, pedir a isenção do imposto ou a declaração de incapacidade contributiva.

Neste último caso o contribuinte não paga nem a taxa de lixo, mas é preciso comprovar a completa impossibilidade de pagar imposto e taxas.

O Plantão do IPTU começou a atender os contribuintes às 8h e o atendimento segue até 13h.

Valdecir Ferreira foi retirar a guia para o pagamento do IPTU deste ano e foi rapidamente atendido. [ouça no áudio acima]

Mas para quem vai parcelar não está sendo tão rápido assim. O número de interessados no parcelamento é bem grande e eles estão recebendo senhas.

Dagmar Bizotto terá que parcelar o imposto do ano passado e o deste ano porque largou o emprego para cuidar do pai doente e as contas acumularam. [ouça no áudio acima]

Elza Moreira estava com a senha de número 37. Ela também estava na fila do parcelamento. [ouça no áudio acima]

Além de muito contribuinte para parcelar impostos atrasados, e a negociação é demorada, o sistema de informática estava com problemas. E até as 9h ainda não tinha sido resolvido. O sistema não aceitava o parcelamento porque é sábado. Não é dia útil no serviço público.

Selma de Souza desistiude esperar. [ouça o áudio acima] 

Muitos contribuintes querem saber sobre o Refis do IPTU. O Projeto foi aprovado na Câmara no fim do ano passado, mas ainda será sancionado pelo prefeito. E o período de adesão começa na segunda quinzena de fevereiro, disse o ex-vereador Odair Fogueteiro, autor do projeto.