MP reforça a importância da denúncia em casos de importunação sexual
Imagem Ilustrativa | Foto: Arquivo/Agência Brasil

Direito

MP reforça a importância da denúncia em casos de importunação sexual

Paraná por Luciana Peña em 14/10/2021 - 10:59

O Ministério Público orienta que as mulheres denunciem os casos de importunação sexual como o que aconteceu em Maringá, em que uma atleta foi apalpada quando corria na rua.  A lei que tornou a importunação sexual crime é recente e por isso a cultura machista que tolera este tipo de comportamento ainda é muito forte.

O primeiro caso de importunação sexual que ganhou repercussão foi em Palmas quando uma ciclista caiu no chão após ser apalpada por um homem que passava de carro.

Em poucos dias outros casos chegaram ao conhecimento da polícia.

Esta semana em Maringá uma corredora denunciou mais um caso. Ela foi vítima de importunação sexual enquanto treinava no Jardim Alvorada.

A promotora de Justiça Symara Motter diz que o Ministério Público orienta as mulheres a denunciar.

É necessário que a sociedade saiba que a importunação sexual é crime e que precisa ser punida. [ouça o áudio acima]

A lei que instituiu o crime de importunação sexual é nova, de setembro de 2018. A cultura machista, que tolera e minimiza este tipo de comportamento, ainda é muito forte e precisa ser combatida. [ouça o áudio acima]

A denúncia deve ser feita à delegacia de Polícia Civil. Com isso, além de punir o agressor, é possível elaborar estatísticas sobre o crime para embasar políticas públicas.

 

Quer enviar sugestão, comentário, foto ou vídeo para a CBN Maringá? Faça contato pelo WhatsApp (44) 99877 9550