MP promove audiência pública para debater “buracão”
Foto: página no Facebook do Buracão da Vila Operária

Paranavaí

MP promove audiência pública para debater “buracão”

Meio Ambiente por Luciana Peña em 11/03/2019 - 08:25

O famoso buracão de Paranavaí é um lixão a céu aberto onde catadores negociam recicláveis. Para os vizinhos, o buracão é um problema que se arrasta há anos. Além do mau cheiro e do risco de doenças, frequentemente o material descartado pega fogo e por causa da fumaça até as aulas são interrompidas.

A Prefeitura de Paranavaí informou que autoriza apenas o descarte de entulhos da construção civil no chamado ‘buracão’. Para evitar que o terreno continue a receber outros tipos de resíduos, como até mesmo lixo orgânico, a prefeitura pretende cercar a área com alambrados reforçados, mas para isso depende de licitação. É possível também que até o depósito de entulhos seja proibido.

Quem vive na Vila Operária em Paranavaí está cansado de conviver com um problema que começou lá atrás na década de 1980. Para aterrar erosões pela cidade, prefeitos retiraram, ao longo dos anos, a terra de uma área do bairro. Nesta área se formou um buraco bem grande, apelidado de o ‘buracão’. Para complicar, moradores de toda a cidade começaram a descartar material da construção civil no terreno, e depois móveis e por aí afora. Catadores de lixo passaram a sobreviver da venda deste material. Alguns até construíram barracos para morar ali mesmo. Resultado: moradores do bairro passaram a enfrentar mau cheiro e risco de doenças inclusive por causa da fumaça quando o lixo do buracão pega fogo. A moradora Tânia Biazus é umas mais indignadas e está à frente de um movimento para acabar com o buracão.

Nessa terça-feira (12), o Ministério Público vai promover uma audiência pública para debater os problemas relacionados ao buracão da Vila Operária. A audiência será às 19h30 no salão de eventos do Centro de Atendimento à Criança e ao Adolescente de Paranavaí. A reportagem está tentando contato com a prefeitura para comentar o assunto.