Meis, micro e pequenas empresas vão receber auxílio emergencial
Foto: Jonathan Campos/Agência Estadual de Notícias

Paraná

Meis, micro e pequenas empresas vão receber auxílio emergencial

Economia por Luciana Peña em 06/04/2021 - 13:05

O anúncio foi feito nesta terça-feira (6) pelo Governo do Estado. Quase 87 mil pessoas jurídicas receberão o benefício do Fundo Estadual de Combate à Pobreza do Paraná, num total de R$ 59,6 mi. Segundo o governador Ratinho Junior, estamos vivendo uma segunda pandemia. 

O projeto do Governo do Paraná de pagar auxílio emergencial a empresas, anunciado nesta terça-feira (6) pelo governador Ratinho Júnior, irá para a Assembleia Legislativa.

A proposta é pagar ao todo 59 milhões e 600 mil reais a 86 mil e 700 pessoas jurídicas.

O dinheiro vai sair do Fundo Estadual de Combate à Pobreza do Paraná.
As micro e pequenas empresas cadastradas no Simples Nacional vão receber R$ 1 mil, quatro parcelas de R$ 250,00. São empresas de quatro segmentos da economia: transporte de passageiros, confecções de vestuário e calçados; bares, lanchonetes e restaurantes e similares, e aluguel de equipamentos recreativos e esportivos.

Para receber o auxílio, é preciso ter inscrição estadual ativa e comprovar faturamento de até R$ 360 mil durante o ano de 2020.

Os Meis, microempreendedores individuais, vão receber R$ 500,00, em duas parcelas de R$ 250,00; e seis segmentos serão beneficiados: bares, lanchonetes e restaurantes; produtores de eventos, agentes de viagem e operadores turísticos; atividades de sonorização e iluminação, casas de eventos e empresas de filmagens de eventos; e produtores de teatro.
Durante o anúncio do auxílio emergencial, o governador Ratinho Junior disse que a ajuda é necessária neste momento em que o Paraná enfrenta uma segunda epidemia de coronavírus. [ouça o áudio acima]

O projeto de lei também prorroga por 120 dias a validade de certidões negativas para empresas que têm financiamentos em instituições financeiras públicas do Paraná. Na prática isso significa que perto de 40 mil empresários que têm financiamentos ativos na Fomento Paraná terão as parcelas congeladas por seis meses.

Com informações de Agência Estadual de Notícias.