Justiça condena homem que matou a sogra em Sarandi
Felipe Augusto da Silva, 27 anos está preso na Casa de Custódia de Maringá (Foto: Divulgação/Depen)

Região

Justiça condena homem que matou a sogra em Sarandi

Segurança por Fabio Guillen/GMC Online em 23/07/2021 - 16:07

A Justiça condenou Felipe Augusto da Silva, 27 anos, a 15 anos de prisão em regime fechado pela morte da sogra, Isabel Pereira dos Santos, 44 anos, em Sarandi, em 2019. O julgamento aconteceu nessa quarta-feira (23).

Segundo o júri, Felipe matou a sogra, com quem mantinha um relacionamento extraconjugal, asfixiada dentro do apartamento dela em Sarandi. Na época, amigas de Isabel sentiram falta dela no trabalho e, após quatro dias, foram até o apartamento da vítima e a encontraram morta no banheiro. 

O corpo já estava em avançado estado de composição e isso atrapalhou muito as investigações. No entanto, uma câmera de segurança mostrou Felipe entrando no apartamento pela última vez. Depois que ele saiu do apartamento, segundo a Polícia Civil, Isabel não saiu mais. 

Ele confessou o crime quando foi preso e disse que matou a sogra asfixiada. O réu contou ainda que eles tinham um relacionamento extraconjugal e que ele estava tentando parar o relacionamento. No entanto, segundo ele, a vítima pedia para ele terminar o namoro com a filha dela e ele não queria, por isso, cometeu o crime. 

Felipe já estava preso e, com a condenação, continuará preso na Casa de Custódia de Maringá. A reportagem não conseguiu falar com a defesa dele sobre o resultado do julgamento. 

Acesse GMC Online

 

Quer enviar sugestão, comentário, foto ou vídeo para a CBN Maringá? Faça contato pelo WhatsApp (44) 99877 9550