Júri absolve 'Maníaco da Torre' de acusação de homicídio e condena por ocultação de cadáver
Foto: Victor Ramalho/CBN Maringá

Sentença

Júri absolve 'Maníaco da Torre' de acusação de homicídio e condena por ocultação de cadáver

Segurança por Victor Ramalho em 24/05/2022 - 17:54

O julgamento foi nesta terça-feira (24), no Fórum de Maringá. Apesar da absolvição pelo crime de homicídio, Roneys Fon Firmino Gomes foi condenado a 1 ano, 4 meses e 10 dias de prisão em regime semiaberto por ocultação de cadáver. O MP pode recorrer da sentença.

O julgamento de Roneys Fon Firmino Gomes, que ficou conhecido como 'Maníaco da Torre', iniciou durante a manhã desta terça-feira (24) e encerrou no fim da tarde. Ele é acusado de matar ao menos seis mulheres e já cumpre pena na Penitenciária de Maringá por dois crimes, desde 2015.

Nesta terça-feira (24), Roneys foi julgado pelo assassinato de uma mulher, encontrada morta no dia 23 de março de 2012, em um terreno na Zona Rural de Maringá. Encontrado em avançado estado de decomposição na época, o corpo da vítima até hoje não foi identificado.

E o júri responsável pelo caso votou pela absolvição de Roneys do crime de homicídio e pela condenação, de 1 ano, 4 meses e 10 dias de prisão em regime semiaberto, por ocultação de cadáver. Segundo o advogado de defesa de Roneys, William Francis de Oliveira, a contradição na sentença poderá ser revista em caso de recurso do Ministério Público (MP-PR). [ouça no áudio acima]

Ainda conforme o advogado, a sentença está dentro do que era esperado pela defesa. A tese principal apresentada pelos advogados foi de que o crime não tinha materialidade. [ouça no áudio acima]

Tanto Ministério Público quanto a defesa de Roneys ainda podem recorrer da decisão.

Quer enviar sugestão, comentário, foto ou vídeo para a CBN Maringá? Faça contato pelo WhatsApp (44) 99877 9550