IAP proíbe a pesca por tempo indeterminado
Divulgação/AEN

Rio Piquiri

IAP proíbe a pesca por tempo indeterminado

Meio Ambiente por Luciana Peña em 25/02/2019 - 12:47

Medida foi adotada em razão da mortandade de peixes nos últimos dias. A proibição vale para todos os rios que compreendem a Bacia Hidrográfica do Rio Piquiri. São 660 quilômetros de extensão desde a Serra de São João, entre Turvo e Guarapuava, até o encontro com o Rio Paraná, entre Terra Roxa e Altônia.

A proibição da pesca protege espécies nativas, garantindo a recuperação dos estoques, além de evitar contaminação pelo consumo. Técnicos vão analisar a qualidade ambiental e sanitária nas águas e peixes da Bacia do Rio Piquiri. Serão seis meses de trabalho no mínimo. As regionais do IAP de Campo Mourão, Umuarama, Cianorte e a Polícia Ambiental reforçaram a fiscalização para identificar as causas e os pontos de mortandade dos peixes. Aproximadamente 50 mil toneladas de peixes, das espécies piapara, piau e mandi, foram encontrados mortos no rio. Há suspeita de que o problema se iniciou nas imediações da confluência do Rio Cantu com o Piquiri. Quem descumprir a ordem por ser multado em até R$ 100 mil e ter o material de pesca apreendido.

Com assessoria do IAP.