Dia dos Idosos: quanto vale viver tanto?
CBN Maringá

Opinião

Dia dos Idosos: quanto vale viver tanto?

O comentário de Gilson Aguiar por Gilson Aguiar em 26/07/2021 - 08:53

O Papa Francisco instituiu que o Dia Mundial dos Avós e dos Idosos. Homenagem merecida. Porém, para alguns, para que tanta vida? Os brasileiros, por exemplo, estão vivendo cada vez mais. Em 1940, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a média de vida no país era de 45,5 anos. Hoje, a expectativa é de 76,6. Uma conquista? Sim e não.

Viver mais para alguns é uma oportunidade de se fazer e refazer em um longo tempo. Planos que podem ser refeitos, um espaço de vida voltado a ações mais construtivas, contribuições e produtividade. A extensão dos dias nos dá um novo sentido do “porquê” viver. Deveríamos ser mais calmos. Afinal, há mais tempo.

Associamos quase sempre a terceira idade a maturidade. O sentido da vida parece ficar mais claro com o tempo. Os atos mais pensados e a condição de existência lógica. Os velhos devem ser a lição para os jovens. Mas, são?

Ao mesmo tempo que a longevidade cresce, há um sentido da vida que empobrece. Os que estão nascendo agora devem ultrapassar os 80 anos, mas terão algo a dizer do tempo que viveram? Como será a velhice para quem talvez a encare mais com a solidão do que com o compartilhamento de suas experiências?

Há que se cuidar para que tanto tempo de vida não se transforme num peso de uma vida que já viveu tempo demais. Uma vide extensa deve ser intensa e pensada em toda a sua extensão e não apenas o acaso de um dia atrás do outros.

 

Quer fazer contato com Gilson Aguiar, encaminhar uma sugestão? Envie uma mensagem para o WhatsApp da CBN Maringá. O número é (44) 99877 9550.