Decreto estadual proíbe confraternizações com mais de dez pessoas
Governador do Paraná, Ratinho Júnior | Foto: Jonathan Campos/AEN

Paraná

Decreto estadual proíbe confraternizações com mais de dez pessoas

Paraná por Luciana Peña em 04/12/2020 - 08:36

O novo decreto publicado nessa quinta-feira (3) vale por 15 dias, mas pode ser prorrogado. O Governo do Paraná também proibiu a venda e o consumo de bebida alcoólica das 23h às 5h, que é o período do toque de recolher.

Com o aumento de casos de coronavírus em todo o estado as cidades estão publicando decretos para restringir a circulação de pessoas.

O Governo do Paraná decidiu apoiar as prefeituras com decretos que valem para todo o estado. Esta semana foram publicados dois decretos. Na terça-feira, foi instituído o toque de recolher das 23h às 5h; e nessa quinta-feira foi editado um novo decreto. Neste novo documento o governo proíbe confraternizações ou eventos presenciais com mais de dez pessoas acima de 14 anos.

Também fica proibida a venda e consumo de bebida alcoólica das 23h às 5h, ou seja, no período do toque de recolher.

Para explicar as medidas, o governador Ratinho Júnior disse à Agência de Notícias do Paraná que o objetivo é principalmente preservar leitos de enfermaria e UTI, porque embora o vírus não escolha horário para contaminar as pessoas, é nas noites e madrugadas que acontecem os acidentes graves de trânsito. [ouça no áudio acima]

Ainda de acordo com o decreto estadual, os cultos religiosos devem ser realizados obedecendo o limite de 30% da capacidade do templo e com distanciamento de dois metros entre as pessoas. Em Maringá, as missas e cultos estão suspensos até dia 13 de dezembro. [ouça no áudio acima]

No boletim com os casos de coronavírus de Maringá dessa quinta-feira foram registrados 319 casos. A taxa de ocupação de leitos do SUS exclusivos para Covid-19 está em 69%. Os hospitais privados estão com 93% de ocupação.