Coveiros usam sacola e capa de chuva contra a covid-19 em Sarandi

Despreparo

Coveiros usam sacola e capa de chuva contra a covid-19 em Sarandi

Paraná por Fabio Guillen/GMC Online em 30/04/2020 - 14:14

Dois coveiros de Sarandi usaram sacolas plásticas na cabeça e capas de chuva para enterrar uma mulher que morreu com sintomas do novo coronavírus. O sepultamento aconteceu na madrugada de quarta-feira, 29, no Cemitério Municipal de Sarandi.

No vídeo, feito pela família, é possível ver os dois coveiros de Sarandi fazendo o sepultamento sem a proteção necessária. É possível ver também os dois funcionários de uma funerária local muito bem equipados e protegidos, seguindo as recomendações e protocolos do Ministério da Saúde. Veja o vídeo abaixo.

A vítima é Maria Aparecida de Freitas, 63 anos, moradora do Parque Alvamar, de Sarandi, que morreu no Hospital Metropolitano na noite de terça-feira, 28, com suspeita de covid-19.

A irmã da vítima, Dolores Evangelista de Freitas, disse ao GMC Online que nem farolete tinha para clarear o sepultamento.

“Eu fiquei com dó também dos coveiros. Não tinha nem farolete meu filho. A gente clareou com o celular e aí o funcionário da funerária acendeu os faróis do carro para clarear um pouco. É descaso para todo lado. Eu nem vi minha irmã. Não sei nem se enterramos ela. É muito triste”, disse.

Dolores contou ainda que não imaginava que isso aconteceria com a família dela. “A gente estava apavorado de ver na televisão e agora aconteceu com a gente. A minha ficha ainda não caiu. Meu Deus que tristeza”, lamentou Dolores.

 

Outro lado

O GMC Online está tentando falar com o responsável pelo Cemitério de Sarandi para saber o que aconteceu. Até a publicação desta reportagem não conseguimos contato.

Sobre a vítima, em nota a Secretaria de Saúde de Sarandi informou que exames foram feitos e enviados para o Laboratório Central do Paraná (Lacen). O resultado ainda não saiu, de acordo com a nota.

Ouça a reportagem:

[Atualização | 30.04 às 16h57]

Prefeitura de Sarandi irá investigar enterro de suspeita de coronavírus

O secretário de Urbanismo de Sarandi, Junior Volpato, que responde pelo cemitério municipal, disse que a Prefeitura não tinha sido comunicada sobre o enterro e que o caso é suspeito de coronavírus. Ele falou que há materiais de segurança para situações como essa. Segundo Volpato, uma sindicância será instaurada para apurar quem errou. Ouça: