Construtora recebe aporte de R$ 16 mi e vai gerar mais de mil empregos em três anos
Foto: Ilustrativa/Elza Fiúza/Agência Brasil

Maringá

Construtora recebe aporte de R$ 16 mi e vai gerar mais de mil empregos em três anos

Economia por Luciana Peña em 29/07/2020 - 11:44

O aporte de capital veio de empresas de investimentos de Maringá e a construtora também é aqui da cidade. O investimento pode chegar a R$ 20 mi. E não há risco da pandemia alterar os planos.

Uma boa notícia para a economia local e regional. Uma construtora de Maringá, que está há dez anos no mercado e se especializou na construção de apartamentos do Minha Casa MInha Vida, está em expansão.

Em plena pandemia, quando as empresas lidam com redução de recursos e cortes de pessoal, a construtora fechou um negócio milionário. Um plano de expansão que recebeu um aporte de capital de 16 milhões de reais e que pode chegar a 20 milhões de reais.

O dinheiro vem de dois fundos de investimentos, aqui de Maringá mesmo, que se tornam sócios da construtora.

O que atraiu os investidores foi um mercado que tem tudo para crescer no Paraná e no país: a construção de moradias para um público consumidor que quer realizar o sonho da casa própria.

É o que diz a advogada Carolina Scopel, do escritório de advocacia que assessorou a fusão das empresas.[ouça no áudio acima]

O investimento vai gerar empregos em Maringá e região. A construtora tem hoje 400 funcionários diretos, faturou 60 milhões de reais no ano passado, e está tocando oito empreendimentos, quatro no Paraná e um no interior de São Paulo.
Um dos sócios-proprietários da construtora, Luiz Felipe Egoroff, diz a expectativa é quadruplicar o número de colaboradores diretos e indiretos. [ouça no áudio acima]

E não há risco da pandemia atrapalhar os planos da empresa. [ouça no áudio acima]

O plano de expansão da construtora ilustra a Sondagem da Construção divulgada este mês pela Confederação Nacional da Indústria, com apoio da Câmara Brasileira da Indústria da Construção: apesar dos impactos da pandemia, a confiança e a expectativa dos empresários do setor melhoraram.