Colaboradores que trabalharam no concurso da Polícia Militar reclamam de atraso no pagamento
Imagem Ilustrativa | Foto: Arquivo/UFPR

Sem receber

Colaboradores que trabalharam no concurso da Polícia Militar reclamam de atraso no pagamento

Paraná por Luciana Peña em 18/08/2021 - 09:32

São fiscais de prova, inspetores, entre outros. O concurso foi realizado no dia 13 de junho pelo Núcleo de Concursos da Universidade Federal do Paraná. A UFPR diz que a pandemia prejudicou o planejamento.

Milhares de candidatos realizaram as provas do concurso da Polícia Militar do Paraná no dia 13 de junho deste ano.

As provas foram realizadas em várias cidades e contaram com o trabalho de milhares de colaboradores treinados e contratados pelo Núcleo de Concursos da Universidade Federal do Paraná.

Aqui em Maringá foram 1680 colaboradores, desde fiscais, inspetores e coordenadores.

Mas até agora eles não receberam o pagamento pelo dia de trabalho. A prova foi realizada num domingo.

A CBN conversou com um coordenador que sem gravar entrevista disse que está sendo cobrado pelos colaboradores que ele comandou no dia do concurso. Mas não sabe o que dizer a eles.

A CBN Maringá também conversou com Wanderson Fortunato, que trabalhou como inspetor e está indignado com o atraso no pagamento. [ouça o áudio acima]

A CBN entrou em contato com o Núcleo de Concursos da Universidade Federal do Paraná, que enviou uma nota oficial à redação.

A nota diz que a instituição está se esforçando para concluir 100% dos pagamentos e que nunca deixou de honrar compromissos. Mas a regra sanitária do distanciamento durante a pandemia triplicou o número de salas para as provas, aumentando também o número de colaboradores, que saltou de 13 mil para 25 mil. Além disso, o Núcleo de Concursos precisa respeitar o cronograma de repasses financeiros feitos pelo Estado, estipulados em contrato.

O Núcleo de Concursos da UFPR não diz quando os pagamentos serão efetuados, mas encerra a nota informando que está tentando agilizar o repasse do saldo contratual restante para cumprir com a obrigação financeira.

A CBN também entrou em contato com a Secretaria de Segurança Pública do Paraná e aguarda um retorno.

(atualização às 16h57): De acordo com Wanderson Fortunato que trabalhou no concurso e foi entrevistado pela reportagem, informou há pouco que os pagamentos foram efetuados e o problema está resolvido

Quer enviar sugestão, comentário, foto ou vídeo para a CBN Maringá? Faça contato pelo WhatsApp (44) 99877 9550