Organização criminosa transnacional é alvo de operação da Polícia Federal de Maringá
Foto: Divulgação/Polícia Federal

Operação Retorno

Organização criminosa transnacional é alvo de operação da Polícia Federal de Maringá

Segurança por Luciana Peña em 07/12/2021 - 09:14

O chefe do grupo vive no Paraguai. A fase ostensiva da Operação Retorno, nesta terça-feira (7), cumpriu mandados de busca e apreensão em Umuarama e Maria Helena e em uma cidade de São Paulo.

O grupo criminoso trazia cigarros do Paraguai para o Brasil em grande quantidade. A mercadoria era descarregada em um porto clandestino no Rio Paraná e por via terrestre passava por Maringá e Umuarama.

O destino final eram os estados de São Paulo e Minas Gerais. Batedores organizados davam proteção aos caminhões com a mercadoria contrabandeada.

Nesta terça-feira (7) foi realizada a fase ostensiva da Operação Retorno que cumpriu nove mandados de busca e apreensão e cinco de prisão nas cidades de Maria Helena e Umuarama, no Paraná, e em Porangaba, em São Paulo.

O delegado da Polícia Federal, Fabiano Zanin, diz que a organização criminosa está sendo investigada desde 2019 e é transnacional porque o chefe dela vive no Paraguai. [ouça o áudio acima]

De 2019 até agora, 21 pessoas foram presas e 23 veículos foram apreendidos. Também foram apreendidos quatro milhões de maços de cigarros que geraram uma dívida tributária de 30 milhões de reais. [ouça o áudio acima]

Uma das medidas deferidas pela Justiça é a apreensão de bens que ao final do processo poderão ser utilizados para ressarcir os danos à Fazenda Pública.

Quer enviar sugestão, comentário, foto ou vídeo para a CBN Maringá? Faça contato pelo WhatsApp (44) 99877 9550