Castrações de cães e gatos serão reagendadas para final de setembro
Mutirão realizado em Cambira/ Foto: Sedest

Programa estadual

Castrações de cães e gatos serão reagendadas para final de setembro

Meio Ambiente por Luciana Peña em 23/08/2020 - 10:10

O Programa Permanente de Esterilização de Cães e Gatos, do governo do Paraná,   havia agendado castrações em cinco cidades da região noroeste para esta semana. Mas a equipe de veterinários sofreu um acidente na última sexta-feira (21) em Sertanópolis. Apenas um ocupante da van que transportava a equipe teve ferimentos mais graves e passará por cirurgia. Os outros estão bem.

O Programa Permanente de Esterilização de Cães e Gatos, da Secretaria Estadual de Desenvolvimento Sustentável e Turismo, contratou por licitação empresas para a castração de cães e gatos. O estado foi dividido em quatro lotes. 

A empresa que castra animais na região noroeste do Paraná é de Sorocaba, interior de São Paulo, e na sexta-feira estava vindo para Jandaia do Sul, quando sofreu um acidente perto de Sertanópolis. 

A van em que viajavam os veterinários desta empresa foi fechada por outro veículo e saiu da estrada. A maioria dos ocupantes teve apenas escoriações, mas um dos veterinários sofreu uma fratura no ombro e depois de ser atendido num hospital local foi transferido para Sorocaba onde será operado. 

Por causa do acidente, o mutirão de castrações que seria realizado no sábado (22), em Jandaia do Sul, e esta semana em Apucarana, Sarandi, Maringá e Mamborê, foi cancelado. 

A diretora-geral da Sedest, Fabiana Campos, diz que o mutirão será reagendado para o final de setembro. [ouça o áudio acima]

Em média, os municípios têm R$ 50 mil para as castrações. O que é o suficiente para 380 cirurgias. As castrações são em sistema de mutirão, mas com atendimento em horário agendado para evitar aglomerações.[ouça o áudio acima]  

São dois critérios para a liberação das castrações: animais de famílias de baixa renda ou cães e gatos resgatados por protetoras independentes, ou ONGs. Depois da castração, o animal recebe um microchip para ser monitorado. Clínicas veterinárias da cidade ou região acompanham o pós-operatório.