A décima primeira legislatura - História das Eleições

Podcast

A décima primeira legislatura - História das Eleições

Podcast por Reginaldo Dias em 28/10/2020 - 12:25

O História das Eleições é apresentado pelo professor e historiador Reginaldo Dias.

Ouça o 28º episódio:

Em 1996, houve o elevado número de oito vereadores reeleitos: Belino Bravin Filho, Edith Dias de Carvalho, John Alves Correia, Cabo Zé Maria, Dr. Batista, Nilton Tuler, Serafina Carrilho, Valdir Pignata. Além disso, constata-se o retorno à Câmara dos ex-vereadores Aldi Cesar Mertz e Paulo Mantovani.


A banca feminina foi ampliada para três vereadoras: Edith Dias de Carvalho, Serafina Carrilho e Bia Correa.


Eleita com 20 anos, Bia Correa detém o recorde de ser a mais jovem parlamentar, entre homens e mulheres, a conquistar um mandato na Câmara.


O campeão de votos de 96 foi o Dr. Batista, com 3.534 votos. Foi a primeira vez em que um vereador reeleito foi o mais bem votado.


No curso da legislatura, os vereadores Divanir Braz Palma e Serafina Carrilho foram eleitos para a Assembleia Legislativa.


No final do mandato, os vereadores Ulisses Maia e Dr. Batista foram candidatos a prefeito e os vereadores Décio Sperandio e Valdir Pignata foram candidatos a vice-prefeito.


Naquela legislatura, a presidência foi exercida pelos Ulisses Maia, titular do primeiro biênio, e John Alves Correa, comandante no segundo biênio.


No final da legislatura, o presidente da Câmara seria convocado a desempenhar a função de Chefe do Executivo Municipal.


Em outubro de 2000, o prefeito Jairo Gianoto foi afastado do cargo, denunciado pelo Ministério Público. Em seu lugar, assumiu o vereador John Alves Correia, presidente da Câmara, pois o município não tinha vice-prefeito. Em 1996, logo após a eleição municipal, o vice-prefeito eleito, o então deputado estadual Marquinhos Alves, fez a escolha para continuar a exercer seu mandato na Assembleia Legislativa.


A linha sucessória passou, portanto, para o presidente do Legislativo. No primeiro biênio, o presidente Ulisses Maia já substituíra o prefeito, interinamente, em licenças de rotina. Nos últimos meses de 2000, no entanto, o prefeito não reassumiria o cargo.


O vereador John Alves Correa foi o prefeito até o último dia do ano, mas não foi ele quem concluiu o exercício. Em 31 de dezembro, John Alves Correa transmitiu o cargo de prefeito ao vereador Valdir Pignata, que exercia a presidência da Câmara na sua ausência. John Alves Correa assim procedeu para não ficar inelegível na disputa pela presidência da Câmara, na legislatura que se abriria no primeiro dia de 2001. Valdir Pignata foi, portanto, o prefeito responsável pela transmissão do cargo ao prefeito eleito em 2000, José Claudio Pereira Neto.