Servidores da UEM avaliam proposta do governo em assembleia nessa quarta-feira (17)
Foto: UEM

Greve

Servidores da UEM avaliam proposta do governo em assembleia nessa quarta-feira (17)

Por Luciana Peña em 15/07/2019 - 09:03

Na semana passada o governo do Estado confirmou a implantação da data-base dos servidores com o pagamento de um reajuste de 5,08%. A primeira parcela de 2% será liberada em janeiro de 2020. A proposta já foi avaliada pelos professores da rede estadual de ensino que decidiram suspender a paralisação e marcaram uma nova assembleia para o dia 10 de agosto.

A greve afetou principalmente as escolas estaduais. A reposição das aulas deverá ser durante o recesso escolar e caso não haja reposição, as faltas serão aplicadas e os dias parados serão descontados da folha de pagamento. Essa é a informação da Agência Estadual de Notícias. Já a APP Sindicato diz que a reposição das aulas paradas será negociada com a Secretaria de Educação do Paraná.

Ainda de acordo com a APP, os funcionários da educação básica retornam ao trabalho nesta segunda-feira, mas os professores só voltam depois do recesso escolar. E o governo do Estado confirmou a realização de concursos públicos para a seleção de 2560 policiais militares, 400 policiais civis, 96 peritos e médicos para a Polícia Científica, 1.269 agentes de cadeia, 400 profissionais da Saúde, 80 para a Agência de Defesa Agropecuária e 988 professores.

A CBN pediu uma entrevista para a Seed, Secretaria de Educação do Paraná, para saber como exatamente fica a reposição das aulas. Na UEM, esta segunda-feira é dia de vestibular.

Os servidores da universidade vão se reunir em assembleia na quarta-feira (17), às 14h30, no Restaurante Universitário, para avaliar a proposta do governo e decidir sobre a greve.

Em nota, a Seed (Secretaria de Educação do Paraná) informa:

"Em vista da decisão em assembleia da App Sindicato no sábado (13), a Secretaria de Estado da Educação e do Esporte está definindo os parâmetros da reposição das aulas junto com os Núcleos Regionais de Educação e as escolas estaduais."

Atualizado às 16h30- em nova nota a Secretaria de Educação do Paraná esclareceu que :

"A respeito da reposição das aulas não realizadas entre os dias 25 de junho e 12 de julho, em função da paralisação dos profissionais da Educação, a Secretaria de Estado da Educação e do Esporte do Paraná (Seed) orienta que a reposição dos dias paralisados poderá ser realizada a partir do dia 22 de julho (período de recesso escolar até o dia 26) e, depois, também aos sábados ou com sexta aula, conforme previamente acordado com a comunidade escolar e mediante apresentação de plano de reposição ao respectivo Núcleo Regional de Educação.Casos em que os profissionais estejam impossibilitados de realizar a reposição durante o período de recesso escolar devem ser analisados individualmente, de modo a se garantir a reposição integral dos dias letivos e da carga horária, bem como o direito dos estudantes às aulas."

  

Notícias da mesma editoria