Quinteiro deixa o PSDB
Acompanhe O Assunto é política com Diniz Neto, de segunda a sexta, às 09h40 e às 14h20

O Assunto é Política

Quinteiro deixa o PSDB

Por Diniz Neto em 10/10/2019 - 09:55

 

Player Ouça o boletim

10 de outubro, quinta-feira. Faltam 82 dias para o fim do ano.

Dia Mundial da Saúde Mental. Aproveito para compartilhar um texto muito interessante: “Quase todas as profissões que existem hoje vão ser substituída por máquinas no futuro. A preocupação é que milhões de empregos devem desaparecer no curto prazo; toda atividade que você precisa fazer três vezes do mesmo jeito, será substituída por máquinas. As empresas e governo vão precisar de menos gente, enfim, tudo vai precisar de menos gente.

Hoje já se fabrica peças de turbinas de avião ou motores em impressoras 3 D (o que levaria uma semana para ser produzido hoje é feito em menos de um minuto).

O trabalho do futuro estará voltado para tecnologia e profissionais que cuidarão da saúde mental, já que falamos cada vez mais com máquinas ao invés de gente. Os índices de suicídio e depressão deverão ser o mal do futuro. A base das doenças 4.0.

Esta data foi criada em 1992 pela Federação Mundial de Saúde Mental (World Federation for Mental Health).

A Organização Mundial da Saúde (OMS) considera a saúde mental uma prioridade e defende que ela não é estritamente um problema de saúde.

Dia Nacional de Luta contra a Violência à Mulher. A data surgiu nos anos 1980, quando o movimento de mulheres ganhava as ruas e praças para denunciar o aumento dos crimes contra as mulheres em todo o país.

Em 10 de outubro de 1980 mulheres de São Paulo ousaram ocupar as escadarias do Teatro Municipal da capital paulistana para manifestar seu total repúdio à violência. Mal sabiam que o gesto ganharia milhões de adesões e continuaria a ser repetido e ampliado ano após anos, vozes e atitudes de mulheres do Brasil no enfrentamento à violência doméstica.

 

Na coluna de hoje:

- Wilson Quinteiro deixa o PSDB

- Guto Silva recebe a presidente estadual do Avante

- Disputa mais clara

- Partido dos Trabalhadores

- Patriota

- Pupin se movimenta

- Democratas confirma novas filiações

- Porta aberta

- Bastidores da eleição do Sismmar

- Foco na eleição

 

WILSON QUINTEIRO DEIXA O PSDB

O advogado Wilson Quinteiro, ex-deputado estadual, que foi o terceiro mais votado para prefeito de Maringá na eleição de 2016, foi candidato a deputado em 2018 pelo PSDB, deixou o partido, esta semana.

Ele tem sido estimulado por amigos e apoiadores para ser candidato a prefeito.

Na última campanha, Wilson Quinteiro, mesmo estando no PSDB, aliado ao Progressistas, apoiou Ratinho Junior para governador.

Ele deverá buscar espaço partidário junto aos partidos da base do governador, com objetivo de ser candidato a prefeito, no ano que vem.

GUTO SILVA RECEBE A PRESIDENTE ESTADUAL DO AVANTE

A presidente estadual do Avante, psicóloga Marisa Lobo, foi recebida pelo chefe da Casa Civil do governo do Estado do Paraná, deputado Guto Silva. Ela estava acompanhada do advogado Rogério Calazans, pré-candidato do partido a prefeito de Maringá.

O Avante aposta na candidatura de Calazans, conforme palavras da sua presidente estadual, “advogado bem-sucedido, cristão conservador, apoiador de Bolsonaro e Ratinho Junior, com passagem pela Secretário de Gestão de Maringá e apoio de diversos setores da sociedade”, já declarados. 

Guto Silva disse que tem acompanhado o trabalho e a organização do Avante em diversas regiões do Paraná. Ele reconheceu a importância das lutas do partido em defesa da equidade da mulher e a sua maior participação na política, além da disposição de apoiar e caminhar junto com o governador Ratinho Junior e os partidos que o apoiam, nas eleições municipais do ano que vem.

DISPUTA MAIS CLARA

Com a proximidade do fim de 2019 e a chegado do ano das eleições municipais, se acentuam as buscas por espaços e direções de partidos.

Em Maringá, o governador Ratinho Junior teve o apoio do prefeito Ulisses Maia e esperava que ele aceitasse o seu convite para ingressar no PSD e assumir a liderança local e regional do partido.

No entanto, o prefeito optou por permanecer no PDT e também ajudou a costurar a filiação do vice-prefeito, Edson Scabora, ao MDB, após o que assumiu a coordenação do partido e a sua organização com vistas às eleições de 2020.

Esta posição e aliança abriu espaço para alternativas relacionadas ao PSD e partidos da base do governo do Paraná.

Muitos pré-candidatos e partidos buscam alianças com estes partidos, em especial o PSD. Há espaço a ser ocupado e certamente isso ocorrerá.

PARTIDO DOS TRABALHADORES

O deputado federal Enio Verri tem confirmado, em conversas, a disposição de ser candidato a prefeito de Maringá, no ano que vem.

Por falar em PT, o deputado estadual Arilson Chiorato, que deverá ser eleito presidente estadual do partido no Paraná, no próximo dia 19 de outubro, estará em Maringá nesta quinta-feira, cumprindo um agenda de contatos e reuniões.

PATRIOTA

No partido, que tem o advogado Eliseu Alves Fortes como pré-candidato a prefeito, há uma torcida silenciosa por uma filiação do presidente da República, Jair Bolsonaro.

Eliseu foi o primeiro a anunciar a pré-candidatura a prefeito.

PUPIN SE MOVIMENTA

O ex-prefeito de Maringá, Carlos Roberto Pupin, realizou esta semana reuniões de planejamento da sua pré-campanha a prefeito.

DEMOCRATAS CONFIRMA NOVAS FILIAÇÕES       

Depois de concluir a formação da Comissão Executiva Provisória Municipal, já entregue à direção estadual do Democratas, o coordenador do partido em Maringá, José Luiz Bovo, está dedicado a filiações e à formação da base da chapa de candidatos a vereador. Esta semana, além de nomes fortes já definidos, ele fez importantes filiações.

PORTA ABERTA

O deputado estadual Do Carmo fez 43 anos ontem e programou um evento hoje, no começo da noite, no seu escritório político em Maringá.

Ele publicou convites avisando as portas do seu escritório estarão abertas para todos que quiserem comemorar o aniversário com ele.

BASTIDORES DA ELEIÇÃO DO SISMMAR

Além da decisão de votação suplementar para a urna 5, com data a ser confirmada pela comissão eleitoral, o que atrasou a realização do segundo turno, há alguns pontos da eleição que foram judicializados.

Há um pedido para impugnação da chapa 1 por irregularidade de transporte de eleitores. Seria para votação da urna que estava no sindicato. Carro com motorista teria feito transportes de servidores aposentados para votar.

Há um pedido para que a impugnação de urnas que chegaram ao local da votação na AFMM sem alguns lacres seja mantida. Isso inclui a urna 5.

Portanto, além de decisões a serem tomadas pela comissão eleitoral, nos próximos dias, poderão surgir decisões judiciais. Vamos acompanhar.

Neste momento a eleição está em aberto.

FOCO NA ELEIÇÃO

A professora Priscila Guedes da Luz, candidata a presidente do Sismmar, pela chapa 2, a mais votada na última parcial, longe de judicialização e outros desafios da eleição, mobiliza a chapa, apoiadores e servidores para as etapas seguintes da eleição. A primeira, a votação suplementar da urna 5.

Priscila avalia que os votos dos servidores demonstram, de forma clara, o desejo dos servidores de mudar a direção do Sismmar.

A conta é simples. A chapa 1, que busca a reeleição, tem, nesta parcial, 1.151 votos. As chapas de oposição somam 2403 votos. São 67,6% dos votos válidos.

As chapas inscritas na eleição do Sismmar são:

Chapa 1 - No Rumo Certo - Presidente: Iraídes Baptistoni; vice: José Carlos Specian.

Chapa 2 - Sindicato é Pra Lutar - Presidente: Priscila Guedes da Luz; vice: Carlos Alberto Máximo.

Chapa 3 - Independência ou Morte - Presidente: Antonio Dias Martins; vice: José Ademir Fraiman.

Chapa 4 - Mudança Já - Presidente: Moisés Rebouças Santos; vice: Cibele Cristina Telles Campos.

 

Notícias da mesma editoria