Pré-candidatos: o que eles estão fazendo em Maringá e no Paraná
Acompanhe O Assunto é política com Diniz Neto, de segunda a sexta, às 09h40 e às 14h20 (foto: Letícia Tristão/CBN Maringá)

O Assunto é Política

Pré-candidatos: o que eles estão fazendo em Maringá e no Paraná

Por Diniz Neto em 30/05/2018 - 10:10

Diniz Neto também analisa a greve dos caminhoneiros. 

Player Ouça o boletim

Quer fazer contato com o jornalista Diniz Neto, encaminhar uma sugestão? Envie e-mail para oassuntoepolitica@cbnmaringa.com.br ou mande uma mensagem para o WhatsApp da CBN Maringá. O número é (44) 99877 9550

Pré-campanhas: O que estão fazendo pré-candidatos em Maringá e no Paraná

 TEMPO Faltam 130 dias para as eleições quer serão realizadas no dia 7 de outubro. 

PRÉ-CANDIDATOS AO GOVERNO NAS REDES SOCIAIS

A última publicação de Ratinho Junior na sua fan page foi feita no dia 23 de maio. Ele se colocava contra criação de secretarias.

Osmar Dias fez uma publicação ontem, com o seguinte texto: “A crise dos últimos dias reforça a necessidade de discutirmos os impostos. O custo dos combustíveis é em parte responsabilidade do governo estadual, que nos últimos anos aumentou o ICMS e apenas agora, em momento de crise, tomou medidas temporárias para redução. Não há espaço para aumentar impostos, ainda mais sobre quem menos tem e sobre produtos que mais a população mais precisa”.

Cida Borghetti publicou ontem no fim da tarde o seguinte: “Continuamos em alerta e preocupados com a retomada da normalidade em nosso Estado. Hoje, em reunião com prefeitos, garantimos total apoio do governo aos municípios paranaenses para minimizar os efeitos da paralisação dos caminhoneiros. Se necessário, as forças de segurança farão escolta para que caminhões com cargas essenciais cheguem a todas regiões do Paraná. Também colocamos a estrutura da Defesa Civil a serviço das prefeituras”.

 

 

ESCRITÓRIO

O pré-candidato a deputado estadual pelo PSDB, Wilson Quinteiro, organiza a sua campanha. O escritório já está montado, na praça Regente Feijó, 40, na Vila Operária. Ontem ele recebeu convidados para um café.

Quinteiro pretende realizar a campanha utilizando a rede social mais eficiente que é o contato pessoal. Está entusiasmado com o apoio que vem recebendo.

 

 

TURNO ÚNICO MANTIDO

A Prefeitura de Maringá manterá nesta quarta-feira o turno único, das 8 às 14 horas.

O Comitê de Crise continua acompanhando o retorno das atividades de abastecimento, em Maringá. As avaliações são permanentes.

A volta à normalidade do abastecimento ainda vai demorar um pouco. Ocorre que cada região do estado tem um comando de greve. Em alguns lugares há resistência para liberar os caminhões.

 

Na prática, a paralisação não foi totalmente suspensa no Paraná e em muitos estados.

 

 

DEFESA CIVIL

Em alguns pontos do estado os caminhões com o adesivo da Defesa Civil estavam sendo retidos, ontem (terça-feira).

Há um esforço para contato da Defesa Civil com todos os comandos de greve para tentar negociar a volta do abastecimento, nas diversas áreas.

 

Fato incrível: alguns caminhoneiros mentiram no cadastro para obtenção do adesivo da Defesa Civil e foram flagrados nos pontos de paralisação.

 

 

SETORES PRODUTIVOS

As principais federações do setor produtivo do Paraná estão unidas no trabalho de auxiliar a retomada da normalização das atividades empresariais e produtivas.

O valor do prejuízo da paralisação é quase incalculável. Em muitos casos a situação é de desespero, pelo desabastecimento ou pelos prejuízos, irrecuperáveis.

 

 

CARREATA

Ontem à tarde aconteceu uma carreata com buzinaço pelas ruas centrais de Maringá, com caminhões e carros.

Há em Maringá movimentos de direita e intervencionistas que defendem que este é o momento para forçar a queda do governo Temer, com a sua renúncia.

 

 

 

PREFEITURA OBRIGADA A COMPRAR VERDURAS DAS HORTAS COMUNITÁRIAS

O projeto do vereador William Gentil (PTB) tem o objetivo de proporcionar renda para as hortas comunitárias, mas tem muitos problemas e dividiu os vereadores.

Primeiro, a escala da produção. Seria suficiente para este abastecimento? Parece que não.

Depois as questões legais para esta compra, algo que precisa ser estudado.

Segundo, como serão aplicados os recursos desta venda em escala maior?

Quando o projeto foi criado, havia o objetivo de servir as comunidades das hortas, com a utilização de boa parte da produção para alimentação das pessoas.

Mais uma vez um projeto que atinge 38 hortas comunitárias foi aprovado na Câmara sem uma discussão com as comunidades. Projetos assim precisam ser debatidos com a população, com o Poder Executivo, com as pessoas envolvidas com o projeto das hortas.

 

 

MUNICÍPIOS SOFREM COM EFEITOS DA GREVE DOS CAMINHONEIROS

Alguns eventos dos municípios da região estão sendo adiados, como reflexo da paralisação dos caminhoneiros.

Em Floraí, foi adiada a 29ª Festa das Nações. Ela será realizada daqui um mês, em julho. Vamos divulgar a nova data, assim que estiver confirmada, com a programação.

 

 

MARIALVA: SEM SUPERMERCADOS AOS DOMINGOS, TAMBÉM

Está tramitando na Câmara de Marialva um projeto de lei sobre a regulamentação da abertura dos supermercados aos domingos e feriados. O autor é o vereador Jefferson Garbuggio.

A Comissão de Ordem Econômica da Câmara de Marialva deve realizar audiência pública para debater o projeto, em data a ser marcada no mês de junho.

 

 

TSE NÃO ANALISOU POSSIBILIDADE DE REUS EM AÇÕES PENAIS CONCORREREM OU ASSUMIREM O MANDATO DE PRESIDENTE DA REPÚBLICA

Por unanimidade, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) rejeitou analisar nesta terça-feira (29) uma consulta do deputado federal Marcos Rogério (DEM-RO), que questionou a Corte Eleitoral sobre a possibilidade réus em ações penais assumirem o mandato de presidente da República. A discussão no plenário do TSE durou menos de cinco minutos.

 

Um eventual entendimento do TSE favorável à consulta poderia, em tese, ameaçar as candidaturas do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e do deputado federal Jair Bolsonaro (PSL-RJ). Lula foi condenado e preso no âmbito da Operação Lava-Jato no caso do triplex do Guarujá e é réu em outras seis ações penais.

 IBOPE EM SÃO PAULO

Pesquisa do Ibope divulgada em São Paulo, pela Bandeirantes.

No cenário com Lula: o petista lidera com 23% das intenções de voto. Bolsonaro (PSL) com 19%, Alckmin (PSDB) 13%. Marina Silva (Rede) 9%. Ciro Gomes (PDT) 3%. Alvaro Dias (Podemos) 2% por cento. Quatro candidatos chegam a 1%. Outros sete candidatos não chegam a 1%. A soma de brancos, nulos e indecisos é de 26%.

 

Quando Lula é substituído pelo ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad como candidato do PT, Bolsonaro lidera com 19%. Alckmin com 15%. Marina com 11%. Ciro com 7% por cento. Dias e Haddad com 3%. Henrique Meirelles (MDB) com 2%. Neste caso, nove candidatos chegam a 1 por cento e um não atinge este patamar. Brancos, nulos e indecisos somam 31%.

 

O Ibope ouviu 1.008 pessoas no Estado de São Paulo entre os dias 24 e 27 de maio. A margem de erro da pesquisa é de 3 pontos percentuais.

Notícias da mesma editoria