Mudanças na administração e suas versões
Acompanhe O Assunto é política com Diniz Neto, de segunda a sexta, às 09h40 e às 14h20 (Arquivo/CBN)

O Assunto é Política

Mudanças na administração e suas versões

O Assunto é Política por Diniz Neto em 21/02/2019 - 10:02

SAÍDAS, TROCAR E VERSÕES

Esta semana o secretário de Gestão de Maringá, Rogério Calazans, conversou com o prefeito de Maringá, Ulisses Maia, e expôs a sua necessidade pessoal de deixar a administração.

 Segundo ele mesmo me disse, a saída está relacionada a uma doença do seu pai, idoso, que necessitará de cuidados dele, único filho.

 No entanto, há uma versão, não confirmada, mas bastante difundida, de que a saída de Calazans da administração teve como motivação a nomeação de João Luiz Regiani para o Procon. Ele não teria sido consultado a respeito, o que o teria descontentado.

Se esta foi ou não a razão, somente ele, o prefeito e talvez algumas poucas pessoas mais próximas saibam. De qualquer forma, fica o registro. O anúncio da saída coincide com a posse de Regiani no Procon.

Outra demissão na equipe aconteceu na Secretaria do Meio Ambiente. O gerente de Educação ambiente, Julio Cézar, pediu para sair.

 Recentemente Ederlei Alkamim deixou o comando da secretaria sem esconder que não era exatamente o que ele queria. Em seu lugar assumiu o servidor de carreira Marcos Zucoloto, que deixou a secretaria de Obras, ao que se comenta, também, um tanto contrariado – isto é uma versão não admitida e não confirmada, mas corrente nos bastidores.

 O pedido de demissão do professor Julio Cézar pode ter motivação no ambiente da secretaria e, por extensão, da própria administração, onde descontentamentos não conseguem ser escondidos, mesmo que negados.

OUTRAS MUDANÇAS

Haveria outras mudanças em curso, na equipe da administração municipal de Maringá. Ao que se comenta, são pastas importantes.

Em parte, haveria motivações relacionadas ao ambiente nas secretarias e entre as secretarias, com descontentamentos, animosidades muito “fogo amigo”.

Escapam críticas em aplicativos, em algumas conversas. Aqui e ali, vão se juntando peças de um grande quebra-cabeça.

 SERVIDORES

É oficial. Há um grupo de servidores, inclusive com página no Facebook, que deverá registrar chapa de oposição à atual diretoria do Sismmar.

A atual direção é ligada à CUT. O primeiro grupo de oposição declarado é ligado à Conlutas.

 O que diz a oposição: Agora é ganho real, mas o que é ganho real? A resposta afirma: Menos de 10% não é ganho real, é enganação.

Nesta campanha salarial o Sismmar tem companhia. Sem dúvida será muito acompanhada pelos servidores.

A oposição cobra compromissos assumidos com os servidores pelo atual prefeito, na campanha.

MARINGAENSES COM O DEPUTADO REQUIÃO FILHO

O deputado estadual Requião Filho recebeu o vice-prefeito Edson Scabora e o vereador Jean Marques, ambos do PV. Eles estavam acompanhados do secretário de Fazenda de Maringá, Orlando Chiqueto.

O MDB está em processo de reestruturação no Paraná, sob comando do presidente do diretório estadual, João Arruda, que é primo do deputado Requião Filho.